Resenha: Príncipe Sombrio - Christine Feehan

domingo, fevereiro 12, 2012 7 Comments A+ a-

                                                                               


“- Ele não tinha o direito de tocar em você. Ele estava causando dor.- Mas ele não sabia. E você não tinha o direito de me tocar, mas o fez mesmo assim.  – ela afirmou sabiamente.
(...)- Eu tenho todo o direito. Você pertence a mim – ele disse calmamente, a voz delicada, com um toque de aviso.” -  (Página 44)

             Mikhail é um Carpato, uma raça selvagem e antiga, com características que os tornam muito similares aos vampiros: São territoriais, tem poder de controlar através da mente, se transformam em outros animais e tem necessidade de sangue. Os carpátos são compostos quase unicamente por machos ( há pouquíssimas mulheres carpatos) e, por esse motivo estão quase extintos. Sem companheiras os machos carpatos perdem a habilidade de sentir emoções e diferenciar cores, além de sucumbirem lentamente a sua sede por sangue, o que os aproxima de tornarem-se vampiros. Quando um carpato suga um ser humano até a morte ele se torna um vampiro, um monstro maléfico que não tem alma.

             Pelo trecho que coloquei, mas esse parágrafo gigante, vocês já tem ideia do que seja um carpato. Mikhail, em especial, é o rei de todos eles, de longe o mais poderoso e temido carpato. Mas, após anos de solidão, ele se vê cada vez mais sem esperanças de encontrar uma companheira, cada vez mais próximo de perder sua alma e se tornar um vampiro.
É quando ele já está pensando em caminhar em direção ao Sol (os carpatos também não suportam a luz do dia) que ouve Raven pela primeira vez. Raven é uma humana, portanto seu relacionamento com Mikhail é um tabu para a raça dele. Mas ela é diferente das outras humanas, tem o dom de ler a mente das outras pessoas, além de captar sentimentos.
             Mikhail se sente imediatamente atraído por Raven e a vê como sua companheira. Mas velhos inimigos dos carpatos retornam e uma nova guerra começa, podendo colocar em risco não só a união deles mas também toda a raça.

             Antes de começar a falar sobre o livro é importante ter em mente duas coisas: Primeiro, a primeira versão do livro foi lançada em 1999. Portanto, Príncipe Sombrio’ é antecessor dos Adagas, Nightwalkers e tantos outros homens sobrenaturais dominadores e possessivos que surgiram depois.
A segunda coisa é que esse Príncipe Sombrio publicado pela Editora Universo dos Livros não é o mesmo que foi publicado em 1999 e sim uma edição comemorativa com cerca de 100 páginas a mais.
           Tendo tudo isso em mente dá para relevar alguns detalhes da história, como a enrolação das autoras em algumas passagens, ou o machismo e possessividade quase doentias de Mikhail. O personagem consegue ser mais possessivo que os Adagas, o que rende várias cenas de puro ciúme além de ter uma mente que, com certeza ficou no século XIX. A mocinha até consegue suavizar essa característica ao longo do livro, mas confesso que achei isso um dos principais pontos negativos da história.
            Esse não é o livro que arrebatou milhares de fãs e sim uma edição para fãs e, talvez por isso, não tenha conseguido me cativar tanto. Achei um pouco cansativo em alguns momentos e que algumas passagens (que provavelmente foram cortadas na primeira edição) são desnecessárias para o andamento da história.

           Além disso, a edição brasileira também não ajudou. Erros de digitação, de tradução e até troca de personagens são vistos ao longo das 458 páginas de Príncipe Sombrio. Isso não seria muito incomum caso se tratasse de um ebook ou de um romance de banca... Mas esperava um pouco mais de qualidade na edição de um livro que tem o preço inicial de 44 reais. Acho um preço muito alto a se pagar por um livro, portanto acho que deveria haver um cuidado maior por parte da Editora nesses detalhes.
          Mas, resumindo, se você gosta de romances mais adultos e tiver em mente esses dois pontos que citei acima, pode achar Príncipe Sombrio muito interessante. Fiquei bastante curiosa para ler os próximos dessa série, mas, sinceramente, acho que vou esperar uma promoção – e não comprar na pré-venda, como fiz dessa vez. Nota 7, 5 – um bom livro, mas tirei meio ponto por causa de alguns detalhes negativos, principalmente da edição.

Leia também: Resenhas do livro no Romances in Pink, Um Romance, Um sonho e no Meninas que lêem livros


Você acha que ainda há espaço no mercado para mais séries de vampiros? Comente! 

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

7 comentários

Write comentários
Sara
AUTHOR
13 de fevereiro de 2012 15:06 delete

Príncipe Sombrio deve ser legal. Já vi muitas pessoas criticarem certas editoras careiras que lançam livros cheio de erros.
---
Claro que há espaço para vampiros, aliás, para todas as criaturas sobrenaturais:) Acho que tudo é um ciclo, uma hora os vamps estão no auge, aí depois vem outros seres... Sempre há lugar pra todos, o que os leitores gostam é de boas histórias.

Reply
avatar
Nayara
AUTHOR
13 de fevereiro de 2012 15:59 delete

Olá!

Eu recebi Príncipe Sombrio da Universo dos Livros e fiquei sentida com todas as falhas de revisão/edição que vc citou. Sendo esta uma versão para fãs, acho que a autora poderia ter colocado mais cenas novas do que ter ficado enrolando...rs. Vc deu 7,5...eu daria mais, pois apesar disso tudo, achei a ideia muito interessante. Sobre a possessividade, n vejo como poderia ser diferente na medida em que ele enfatizam muito a natureza animal, a coisa da territorialidade, defesa do grupo e tal...n gostaria de viver assim (será? Com um Mikhail daqueles? kkk), mas é bastante sedutora a ideia...A quantidade de livros me desanimou, à princípio, mas acho que vou tentar ir adiante!

Um beijo e excelente semana!

Nayara.
www.dignidadenaocabeaqui.blogspot.com

Reply
avatar
14 de fevereiro de 2012 04:08 delete

"Além disso, a edição brasileira também não ajudou. Erros de digitação, de tradução e até troca de personagens são vistos ao longo das 458 páginas de Príncipe Sombrio"

Poxa, que pena. E por 44 reais ainda? Essas coisas me desmotivam a ler o livro na hora :I

Quando ao espaço para séries de vampiros, depende. Se o autor for original e fizer fizer uma trama bem interessante e que realmente valha a pena em torno dos vampiros clássicos, há espaço sim :D
Isabela

Reply
avatar
Raphaela
AUTHOR
14 de fevereiro de 2012 05:10 delete

Miss,

eu estou lendo o livro e já vi todos esses detalhes de edição que vc citou, mas fiquei feliz em saber que a nova tiragem do livro vai ter todas elas corrigidas. Mas sério, é quase desesperador.

Estou gostando do livro, apesar do Mikhail nunca se tornar o meu personagem favorito. Eu nao gosto dele nem do tom usado.

Mais uma vez, adorei sua resenha.


Beijokas!:*

Raphaela
Equalize da Leitura { http://equalizedaleitura.blogspot.com }
@EqualizeLeitura

Reply
avatar
Paty Algayer
AUTHOR
14 de fevereiro de 2012 05:19 delete

Não sei, a sinoipse deste livro não me cativou muito... parece um tanto parecido com a série IAN, e como não gostei dessa, não sei se vou gostar do Príncipe Sombrio!
R$44 é um tanto caro, não? o.O
Abração!!
Paty Algayer
http://www.magicaliteraria.com

Reply
avatar
Just Livros
AUTHOR
14 de fevereiro de 2012 16:23 delete

Preciso comprar e ler esse livro, mas o preço não ajuda muito :/

Passa no meu blog? Tem Promoção:
http://www.just-livros.blogspot.com/

Reply
avatar
Carissinha
AUTHOR
16 de fevereiro de 2012 16:17 delete

Eu quero ler, mas todo mundo critica a edição brasileira. Acho isso super chato.

Beijos!!

Arte Around The World

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!