RESENHA: Amante Vingado - J.R. WARD.

sexta-feira, dezembro 23, 2011 7 Comments A+ a-







Aviso: Essa é a resenha do sétimo livro da Série da Irmandade da Adaga Negra e pode conter spoiler dos livros anteriores a esse. 

Para ler as resenhas na ordem, clique nos links abaixo (estão listados na ordem de publicação) 

1-                  Amante Sombrio 
2-                 Amante Eterno
3-                 Amante Desperto 
4-                Amante Revelado 
            5-        Amante Liberto  
            6-        Amante Consagrado



“A questão com os sympathos é que eles adoram muito a maldade em si mesmos para que outros possam confiar neles”. (pág. 48)


Rehv é meio-sympatho, sempre lutando contra sua natureza maligna e, vez ou outra, deixando-se levar por ela. Ele também é dono de uma boate, onde age como traficante, cafetão e agenciador de apostas.
Ehlena é uma jovem enfermeira, antes pertencente à alta-sociedade vampira, mas agora tendo que trabalhar pelo seu sustento. Cuida do pai, que é mentalmente instável e tem pouco tempo para uma vida social.
Um é um anti-herói típico, escolhendo fazer o certo apenas por motivos pessoais, agindo a sua própria maneira. A outra, uma típica heroína, a bondade uma coisa natural, sempre disposta a ajudar o próximo.
A primeira vista Rehv e Ehlena não tem nada em comum mas, como o próprio Rehv pensa logo no inicio do livro, ambos tem aquele sentimento de não pertencerem a lugar nenhum, de estarem sozinhos mesmo rodeados de pessoas (clichê mode on) e essa solidão é o que chama a atenção de Rehvenge no inicio.
Mesmo quando ele passa a se sentir atraído por ela, não faz nada a respeito, porque não se considera digno de nenhuma fêmea.  Porém, por que isso é um romance e por que é inevitável, Rehv e Ehlena acabam se envolvendo.

PONTOS FORTES.

Setecentas e doze páginas de IAN. Confesso que no inicio achei que isso iria ser um baita ponto negativo, mas me surpreendeu a maneira como Ward conseguiu fazer com que esse número de páginas não soasse um exagero. A autora ainda utiliza o romance como tema principal de suas histórias, mas, como vinha acontecendo em outros livros e mais ainda nesse, são várias as histórias narradas e se entrelaçam. Wrath e Bella são co-protagonistas em “Amante Vingado”, surge um novo desafio que coloca o relacionamento deles em crise, e é tão interessante rever esse casal quanto acompanhar a evolução do de Ehlena e Rehvenge.
Falando deles, aliás, no começo achei Ehlena meio sem-sal, mas depois achei que ela é perfeita para o Reverendo. É o tipo de mulher que ele parece admirar desde “Amante Revelado” quando teve uma “quedinha” pela Marissa (Freud explica: Reparem na mãe do sujeito) e, conforme o livro vai transcorrendo, percebi que Ehlena era uma lutadora, à sua própria maneira (todas as heroínas da Ward são).
Como ponto positivo há também John Matthew, que continua sofrendo mais que a Maria do Bairro. O relacionamento dele e de Xhex também dá uma progredida no começo desse livro, o que faz com que roubem a cena, pelo menos para mim. Não é segredo para ninguém que eles foram a salvação do livro anterior.
Em tempo: Phury quase não aparece, o que é sempre um ponto positivo.

PONTOS FRACOS.

Ainda que várias histórias sejam narradas Ward teve que fazer malabarismos para trabalhar com todos os personagens que criou. É nítido que a autora adora citar um ou outro personagem, enquanto que outros têm pouquíssima participação: Mary, por exemplo, só tem uma voz depois na página 555 por que, antes disso, nem seu nome a autora escreveu.
Outro ponto negativo foi o surto bad boy do John. No começo eu até entendi sua atitude, já estava esperando uma reação assim depois que ele  foi “chutado” pelas duas pessoas com quem mais se importava, quase em seqüência. Mas depois aquela história de bêbado foi enchendo o saco e a maneira como ele trata Xhex quase no finalzinho do livro foi a gota d’água, me senti quase traída pela mudança tão brusca no personagem.
Falando nisso, eu disse acima que o John sofria mais que a Maria do Bairro mas a Xhex também não fica muito atrás, a vida dela bem que poderia se chamar “Desventuras em Série”. Porra, Ward!
E Lash é tão babaca que não vou nem comentar (apesar de eu ainda preferir ele a um redutor comum).

Conclusão.
Depois do sofrível “Amante Consagrado”, Ward volta a se superar. A autora volta às origens em “Amante Vingado”, retomando personagens “esquecidos” e fazendo com que os fãs (eu entre eles) sintam-se tão conectados com a história que acabam se esquecendo de que no final tudo dá certo: Acho que, desde os primeiros livros, não sinto uma ansiedade tão grande quanto a que eu senti na seqüência dentro do túnel.
O resultado é um novo fôlego para a história dos Adagas e a impressão de que, apesar de ter muitas histórias para serem contadas, a autora ainda parece saber o que está fazendo. Nota 9,5 o livro não entrou na minha lista de favoritos mas é tão bom que chegou bem perto.

P.S.: Apesar dos elogios infinitos a autora e a esse livro, quero deixar registrado que estou preocupada com a história de John e Xhex. Espero sinceramente que John não aja como um babaca em sua própria história. 


Você lê essa série? O que achou da resenha? Aguardo sua opinião! 


"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

7 comentários

Write comentários
Sora Seishin
AUTHOR
23 de dezembro de 2011 04:33 delete

Oie!
Ah, não vou ler a resenha dessa vez por causa dos spoilers (obrigada pelo aviso).
Eu li até o 3º volume da série e quero muito ler os próximos livros!
Beijos,
Sora - Meu Jardim de Livros

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
23 de dezembro de 2011 11:48 delete

Eu não me interesso por esta saga, mas tive que ler a resenha!
Fêmea?!!! kkkkkkkkkkkkkk
Reverendo e Cafetão?!! Omg, eu não quero ler esta saga, mas PQP HBO adapta logo este livros porque sou preguiçosa pra acompanhar esta saga!

Reply
avatar
Clícia Godoy
AUTHOR
25 de dezembro de 2011 06:51 delete

Oii!

Ah se eu não amei esse livro. Adorei mesmo! Achei LINDOOOO! E superou pra mim.

Posso falar?
Também me preocupo com a Xhez e com o John!
Mas vamos pagar pra ver, né?

ashaushuhs
BJinhos
Psiu!
Silêncio Que Eu To Lendo!!

Reply
avatar
Nana
AUTHOR
25 de dezembro de 2011 13:51 delete

Ainda não comecei essa série
HAHAHAA mas concordo com a Sarah tem a cara da HBO
Quem sabe?
kkkkkkkk

Beijs
Nana - Obsession Valley

Reply
avatar
X Incógnitas
AUTHOR
26 de dezembro de 2011 08:48 delete

Eu não leio essa serie, eu devoro!
Estou terminando neste momento Amante Liberto, eu também não li a resenha ;/ ~spoilers~
Já tenho o Amante Consagrado, e já vai chegar Amante Vingado e Amante Meu.
Em Amante Meu estou super ansiosa >>> John <<< *u*

Quero lhe desejar um otimo ano novo e que em 2012 todos os seus desejos se realizem.

Reply
avatar
26 de dezembro de 2011 15:35 delete

Otima resenha...amo IAN quero ler os que ainda faltam pra eu terminar a serie logo!!

Abraços

http://adpiagge.blogspot.com/

Reply
avatar
Raissa Debora
AUTHOR
29 de dezembro de 2011 08:43 delete

Adoro as suas resenhas dessa série, mas infelizmente eu ainda nao tive a chance de ler.
Eu quero muito comprar, mas como estou com muitos livros aqui eles vao ficando para depois, mas que um dia eu vou ler pode ter ctz que sim ^^
Pra min um grande defeito dessa serie eh o tamanho, hauahuahau, odeio series grandes, mas parace tao boa que vou arriscar :)

bju
letracomasa.blogspot.com

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!