|FILME| Jogos Vorazes: A esperança parte 1 (Resenha / Review)

quinta-feira, novembro 27, 2014 1 Comments A+ a-

|ATENÇÃO| Contem spoilers de "Em chamas".

     Katniss está de volta! Dessa vez no mais voraz de todos os jogos: uma guerra contra a Capital. Depois de ser resgatada da arena com vida Katniss agora vive no Distrito 13, já que o 12 foi completamente destruído. Apesar de odiar o presidente Snow e a Capital, ela ainda reluta em ser "O tordo", o símbolo da revolução que se inicia. Como saber se Alma Coin, a líder do 13, não é igual a Snow? Afinal, eles deixaram Peeta na arena e isso Katniss não consegue esquecer.
      No entanto, ver o Distrito 12 totalmente destruído e recebendo o apoio de pessoas que lhe são caras (Gale, Prim, Haymitch) acabam fazendo com que Katniss concorde em ser o rosto da revolução. Isso e a promessa de que Peeta não será punido pelo 13, mas sim resgatado na primeira oportunidade.
      Eu ganhei o livro 'A esperança' no mês de janeiro, como presente de aniversário. Não tenho orgulho de dizer isso mas já estamos em novembro e ainda não tive forças para terminar de ler, por motivos que explicarei melhor na resenha do livro (quando terminá-lo). O importante é dizer que, ao menos, já tinha lido até a parte retratada nesse primeiro filme e isso me permitiu observar e comparar o que li com o que estava vendo em tela.
       Primeiramente, é inegável que o filme se preocupa muito mais com a guerra do que o livro. Como este ultimo é escrito em primeira pessoa, por muitas vezes somos limitados por sua visão igualmente limitada dos fatos. Já no filme podemos observar como, efetivamente, Katniss inspira a rebelião nos distritos e é dessas batalhas (que Katniss não vê ou participa) que saem grande parte das cenas de ação do filme: minha preferida é a hidrelétrica, mas não vou dar detalhes.
         Enquanto o mundo vai abaixo nos outros distritos, Katniss tem que lidar com seu medo e seu crescente desequilíbrio com a ausência de Peeta. Ausência que serve para a heroína perceba que (afinal) seus sentimentos por ele eram (são) mesmo verdadeiros.
A propósito: Josh Hutcherson mostrou nesse filme que é um ótimo ator. 
          Quanto a Gale? Apenas um 'papagaio de pirata', seguindo Katniss por toda a parte. Sei que ele terá destaque no próximo filme mas nesse ele é pouco mais que um coadjuvante (até Finnick tem mais falas).
         Achei esse ultimo filme mais parado que os anteriores mas também mais sombrio. Há pouco espaço para carruagens e vestidos em chamas numa guerra, por isso é frequente a sensação de que Jennifer Lawrence não está maquiada (na verdade ela está maquiada para parecer que não está mas vocês entenderam).
           Falando na atriz, novamente podemos perceber a importância da escolha dessa atriz como protagonista da franquia. Lawrence consegue transmitir milhares de emoções apenas com expressões faciais e um par de frases, o que é fundamental nesse filme - imagine se todos os monólogos internos do livro fossem para a telona, Desde a primeira cena, conseguimos capturar exatamente o estado mental e emocional da personagem e isso é mérito de Jennifer Lawrence.
            Apesar de compreender que a primeira parte seja uma introdução do que ainda está por vir, não pude deixar de sentir o mesmo de quando assisti Amanhecer parte 1: que esse filme poderia ter sido resumido em meia hora.
            O final é a parte mais emocionante (chocante, arrepiante) de todo o filme e, até agora, também é a cena que mais me chamou a atenção no livro. Mesmo com os meus receios quanto a saga, é a coragem de Suzanne Collins em tomar decisões difíceis e dolorosas sobre o destino dos seus protagonistas que me faz continuar a acompanhar os livros e filmes.
              Isso e a curiosidade em saber como diabos tudo isso pode acabar (bem). Nota 7,5 - um filme razoável mas dei meio ponto por uma cena ou outra (e pelo final).




P.S.: Depois da morte de Joffrey, Margaery Tyrell  entrou  para um grupo  de rebeldes... NÃO PERA.





"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

1 comentários:

Write comentários
Beatriz
AUTHOR
1 de fevereiro de 2015 07:14 delete

Eu gostei bastante do filme, apesar de que estava/estou mais ansiosa para a Parte 2, já que (como li o livro) já sabia que as partes mais interessantes viriam na sequência. Também adorei a cena da hidrelétrica, nunca imaginei que The Hanging Tree poderia se tornar tão maravilhosa! Beijinhos, Beatriz.

www.odiariodeumaescritorainiciante.blogspot.com.br

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!