Filme: Jogos Vorazes (Resenha/Review)

quinta-feira, março 29, 2012 5 Comments A+ a-

 

         No inicio do filme, um diálogo entre dois jovens. Eles estão sentados em uma campina, há uma paisagem idílica... Mas não estou falando de Lua Nova e sim de Jogos Vorazes. Mas, fora isso, não há qualquer semelhança entre os filmes, por mais que os publicitários responsáveis pela divulgação insistam em dizer o contrário.

Katniss Everdeen é uma heroína dedicada a família, que caça ilegalmente na companhia de seu amigo Gale para sobreviver. Eles estão conversando nessa campina sobre o sorteio que ocorrerá naquele dia: Como ocorre todo ano, 2 jovens (chamados tributos) serão escolhidos para os Jogos Vorazes.
Antes que me perguntem o que são os Jogos Vorazes, me permitam explicar: Todos ano, nesse país do futuro chamado Panem, cada distrito cede 2 jovens – um garoto e uma garota – para participar de uma competição em que eles, os tributos, tem que lutar até a morte. Enquanto isso ocorre, milhares de câmeras transmitem tudo para todos os habitantes da Panem.  É um reality show sangrento mas não é criado apenas para a diversão: Na verdade, os membros importantes que controlam Panem realizam-no para lembrar ao povo de sua mortalidade. O objetivo também é desunir os distritos, para que eles não se rebelem contra os governantes da Capital. Parece complicado, mas o filme explica tudo de maneira bem clara.
Para salvar a irmã, Katniss acaba indo para os Jogos, juntamente com o filho do padeiro, Peeta Mellark . Ela não conhece Peeta muito bem mas tem uma espécie de divida de gratidão com ele. O que só piora tudo, pois, se Katniss quiser sobreviver aos Jogos, deve matar Peeta.


O filme tem uma atmosfera de tensão, obtida tanto pelo roteiro, quanto pela direção da história (câmeras tremidas, trilha sonora discreta...).  Também há uma clima de melancolia no ar, de forma que, se você for daqueles que choram no cinema, vai derramar algumas lágrimas nas primeiras cenas.
Havia acabado de ler o livro quando fui ao cinema, por isso deu para perceber todas as sutis diferenças entre um e outro. No geral, foram poucas as mudanças entre o enredo do livro e do filme – Apenas alguns diálogos e situações a mais foram criadas para substituir a narração da heroína, tudo para que o publico entenda a trama.

Na verdade, esse é um dos pontos positivos do filme: Não se limitou a fazer um resumo do livro, fez uma adaptação, o que acrescentou vários pontos de vista interessantes a história mas sem perder o contexto original. Essa é a vantagem de Suzanne Collins, a autora da série, produzir e co-roteirizar o filme: Ela conseguiu manter a essência da história sem perder a vantagem dada pelo cinema.
Sobre a história, a impressão é a de que tudo acontece muito rápido, mas é só quando comparado ao livro. Na realidade o timing entre os acontecimentos foi um pouco mais curto, mas não prejudicou, pelo contrário, só valorizou ainda mais a adaptação. E, analisando a duração, o filme tem mais de 2 horas! Mas são imperceptíveis, passam voando.
Outra coisa que me chamou a atenção é que o filme tem pouquíssimos diálogos. Como se passa quase todo durante os Jogos Vorazes, a heroína fica uma boa parte do tempo sem dizer muito. Mas a atriz, Jennifer Lawrence, que já concorreu ao Oscar por Inverno na Alma não deixa a peteca cair e faz uma Katniss impecável, mesmo com poucas falas.

                                

O final também é um pouco diferente e me deixou ainda mais curiosa sobre a continuação. Confesso que ainda prefiro o livro, mas achei o filme muito bom e indico para quem gosta de uma história bem feita, com um contexto de aventura e ação tão importantes quanto o romance entre os personagens principais.  Por mais que possa irritar alguns haters de Crepúsculo essa comparação entre as sagas, recomendo que dêem uma olhadinha em Jogos Vorazes antes de torcer o nariz. As séries são bem diferentes entre si, incluindo na forma de lidar com o triângulo amoroso, passando pelo roteiro e atuação dos protagonistas. 
Com certeza, vale a pena assistir. Nota 8 – um bom filme.

p.s.: Não ouvi essa música no filme mas achei linda. *-*


E você? Já foi assistir "Jogos Vorazes"? Aproveite o final de semana para assistir! Mas antes, deixe seu comentário =) 

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

5 comentários

Write comentários
30 de março de 2012 18:09 delete

Eu preferi bem mais o filme, pois no livro a Katniss nao demonstrava sentimento algum, ja no filme isso foi mostrado com mais ênfase, mas tambem faltaram partes que ao menos eu considero importante, e seriam legais de ser colocadas

xx carol

Reply
avatar
31 de março de 2012 10:03 delete

Amei o livro e adorei o filme, ficou muito bom, né?
Ainda bem que a Suzanne ajudou no roteiro, já pensou se fizessem igual fizeram com Percy Jackson, eu morreria!
Adorei sua dica!
Bjus Fabi!

Reply
avatar
Cynthia
AUTHOR
31 de março de 2012 11:14 delete

Eu gostei dessa adaptação!Comparada com outras como por exemplo: Harry Potter e a Ordem da Fênix esse filme ficou perfeito. Sim agmas coisas são diferentes mas mesmo assim ele ficou bem parecido!

Reply
avatar
31 de março de 2012 15:44 delete

Olá, adorei o seu blogue. Parabéns! Estou seguindo se quiser visitar o meu blogue também ficarei grato.

Grande abraço.

http://weboysforlife.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Angélica Roz
AUTHOR
1 de abril de 2012 09:36 delete

Oii!
Sou a ovelha negra da blogosfera, pois não curti muito o livro Jogos Vorazes.
Li com muita expectativa e me decepcionei.
Por isso não sinto vontade de assistir ao filme...
Mas, adorei o post e as comparações que você fez. :D
Beijos!!

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!