Filme: Amizade Colorida (Resenha).

              
Quando Jamie vai buscar Dylan no aeroporto, tudo o que quer é convencê-lo a abandonar sua vida em L.A. para se mudar em Nova York, em um novo emprego. Jamie é uma “caça-talentos” e é assim que ambos se conhecem, ela quer recrutá-lo. Como é muito boa no que faz, Dylan aceita o emprego e os dois viram amigos.
Quando vi esse filme achei que seria algo no estilo de ‘Sexo sem compromisso’, em que o casal principal começa num relacionamento baseado em sexo mas se apaixona depois. Mas, apesar de algumas semelhanças, ‘Amizade Colorida’ tem uma abordagem muito mais diferente. 
Por que o relacionamento de Dylan e Jamie se baseia na amizade dos dois. Antes deles resolverem que vão ser amigos “com benefícios”, eles são melhores amigos  e as primeiras cenas do filme mostram como essa amizade é construída, sempre com muito humor. Justin Timberlake e Mila Kunis tem muita química e os diálogos entre os dois são sempre afiados e divertidos, até mesmo durante o sexo (preparem-se para situações bem engraçadas).

A amizade entre os personagens é tão forte que, quando eles decidem que querem namorar, vão juntos atrás de pretendentes, um indica pessoas para o outro. E, quando o relacionamento de Jamie não dá certo, Dylan a consola como um bom amigo que é.
É claro, é uma comédia romântica e eles acabam se apaixonando, mas isso só acontece na ultima meia hora de filme. E o filme brinca o tempo inteiro com os clichês desse gênero, já que Jamie é fã de comédias românticas, e os dois assistem a uma delas juntos. É engraçado ver os personagens tirando sarros dos mesmos elementos que tem no filme “Amizade Colorida”, embora o final consiga surpreender (pouco, é verdade).

Ultimamente está muito difícil assistir a comédias românticas boas de verdade. As novas não são mais tão apaixonantes quanto os clássicos dos anos 90 – a década de ouro da comédia romântica. Esse ano então, vi poucos filmes que se destacassem, todos estão tão recheados de clichê que já nem marcam mais. ‘Amizade Colorida’ tenta fugir um pouco deles e isso é sempre um ponto positivo. É claro, eles não ousam muito, mas alguns detalhes (como o diretor da coluna de esportes que é gay) fogem de estereótipos que se vem em filmes e deixa o ato de assisti-lo muito mais interessante.

O filme também tem alguns pontos negativos, por exemplo, quando os personagens finalmente se apaixonam, ficam meio chatos (pelo menos para mim).  Mas logo voltam ao normal, e o final consegue ser romântico e divertido ao mesmo tempo – como toda boa comédia romântica deve ser.
Mesmo com algumas cenas de sexo, que pode limitar um pouco o publico, recomendo a todos os fãs do gênero, que querem se divertir e suspirar ao mesmo tempo. É a melhor comédia que assisti esse ano, até agora.  Nota 9 – muito bom. 

Amizade Colorida está nos cinemas: Assistiria na telona ou prefere esperar chegar às locadoras? Comente!

8 comentários:

  1. amo comedia romântica, mas não tinha colocado muita fé neste filme. Porém sua resenha despertou meu interesse de ir assisti-lo.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela dica! Estou ansiosa para assistir Amizade Colorida. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Adorei esse filme!

    Super recomendo!
    Ri horrores sem contar que o Justin sem camisa é sensacional!
    =)

    Bjinhos
    Psiu!
    Silêncio Que Eu To Lendo

    ResponderExcluir
  4. Ooi tudo bem? Vim lhe avisar que vai até o dia 09 de novembro as inscrições para o sorteio A Linguagem das Flores, e o Kit Imaginayre.
    Para participar é muito facil. Passe no blog, e faça já sua inscrição.
    Imaginayre.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. EU GOSTEI MTO DESSE FILME PQ O AMOR COMEÇA CM UMA AMIZADE PARA DEPOIS SE TORNAR AMOR VERDADEIRO...E MTO EMOCIONANTE,AMEI ESSA COMEDIA!!

    ResponderExcluir
  6. Mto parecido co oq eu to vivendo agr kkkkkk

    ResponderExcluir


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!