A professora de piano – Janice Y.K.Lee.

sexta-feira, março 04, 2011 13 Comments A+ a-

                Esse é o livro de estréia da escritora Janice Y.K. Lee e foi publicado no Brasil pela Editora Nova Fronteira. Janice nasceu em Hong Kong que é onde se passa o livro.

                É uma história que se passa em dois períodos. O primeiro é 1952/1953, oito anos após o fim da segunda guerra mundial. O segundo período é 1941 em diante, o que é pouco antes dos japoneses terem invadido Hong Kong.

Capa do Livro no Brasil
                O livro começa em 1952 quando a jovem Claire, recém-casada, acaba indo parar na cidade de Hong Kong. Seu marido, Martin, havia sido chamado para trabalhar no Departamento de Águas e ela o acompanhou. Antes disso, nunca havia saído da Inglaterra, sendo a vida todo cercada pelos pais opressores. Na verdade Claire só se casou para “fugir” deles.
                Depois de algum tempo conhecendo a cidade, uma amiga de Claire lhe arranja um emprego, como professora de piano. Os Chen, seus patrões, são chineses que foram criados na Inglaterra e nos Estados Unidos, portanto mais cosmopolitas e vividos do que a própria Claire. A filha deles, uma menina gorda chamada Locket não está nem um pouco interessada em piano mas tampouco Claire parece querer dar aulas.
                O período de 1941 conta como Will Truesdale, recém chegado a Hong Kong, se encontra com Trudy Lang pela primeira vez. No começo ele não a acha muito bonita mas logo está encantado e os dois não se desgrudam.
             
              O que uma história tem haver com a outra? Pouco a pouco vamos descobrindo. Claire conhece Will, agora motorista dos Chen e eles logo começam a se relacionar. Will, porém, pouco se abre, aparentando ser um homem com muitos segredos.

                Quando a guerra começa, no final de 1941, é que a história começa de verdade. Há todo o conflito desse período, a incerteza, os saques. A coleção da coroa, que desaparece durante a guerra e cujo paradeiro nunca foi descoberto, é quase um personagem desse livro, já que o destino dos personagens parece envolver a busca por esse tesouro (em 1942) e o desaparecimento deste, no outro período.
          
               Nenhum personagem é fácil de gostar. Will, com seu jeito hipócrita e falsamente corajoso no passado é tão detestável quanto a sua outra versão, mais atual, e imersa em arrependimentos. Claire é patética, deprimente e preconceituosa. Passa o livro inteiro cometendo besteira atrás de besteira, assim como Will.
                Trudy é a mais interessante. É uma personagem que no começo é divertida e fútil mas, depois que a guerra começa acaba perdendo esses traços, fazendo coisas que a maioria das pessoas consideraria reprovável. Não fiquei com raiva dela, acho que a guerra pode ser considerada uma situação atenuante.
                Outro personagem que poderia ser interessante, é Martin, marido de Claire. Mas ele é pouco desenvolvido, uma sombra com pouca participação, infelizmente. Fora esses, o livro está abarrotado de gente e é melhor pular isso. De maneira geral, posso dizer que, o que todos os personagens do livro têm em comum é o conformismo, a falta de orgulho.

Confesso que tive um pouco de preconceito com essa história. Os motivos foram dois:
1. Não gosto de livros que se passam na segunda guerra.
 2. Detesto (do fundo do meu coração) flashbacks na história.

                Mas isso não interferiu a leitura. O livro é muito interessante, conta um lado da segunda guerra que eu nunca havia escutado antes. Os vilões aqui, não são os alemães nazistas, mas sim os japoneses invasores e até mesmo alguns chineses que, querendo ter vantagens financeiras, foram mais cruéis do que os próprios japoneses.

                É um livro melancólico, narrado de uma maneira que faz com que você tenha certeza de que não vai acabar bem. Não há nenhum momento leve, de despreocupação, depois que a guerra começa. Somos arrastados para essa situação trágica, onde, em guerra ou no pós- guerra, simplesmente não há esperanças. O final é uma mistura agridoce, claro e ao mesmo tempo obscuro, óbvio e surpreendente.

                É um livro bom para refletir sobre esse período e sobre a maneira como a vida das pessoas é mudada de forma irreparável.
Nota 8.


Obs.: Achei um vídeo em que a autora fala sobre o livro. Muito interessante, porém em inglês (sem legendas, sorry). Clique AQUI  para assistir 

Obs. 2: Enquanto procurava sobre esse livro, encontrei um filme com nome idêntico. O filme A professora de piano, nada tem a ver com o livro, mas me interessei pela história. Alguém já assistiu? 


E uma ultima observação: Esse post foi publicado originalmente no Livros Em Pauta, blog em que eu sou resenhista. Resolvi postar aqui também, para quem ainda não havia lido. 


O que acharam do livro? Leriam? Sua participação é muito importante. =)

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

13 comentários

Write comentários
4 de março de 2011 12:13 delete

Vim agradecer a visita. Muito bom ter pessoas com o mesmo propósito aqui na Blogosfera. Amei teu canto e voltarei mais vezes.
Sigo aqui e no Twitter.
E que tal uma perceiria?
Vamos trocar banners?
beijos

Reply
avatar
Carissinha
AUTHOR
5 de março de 2011 11:22 delete

Quando vi o nome do livro achei que a história era igual a do filme com o mesmo nome, mas não é.
Acho que deve ser uma leitura difícil, mas que talvez valha a pena.

Reply
avatar
Mayara
AUTHOR
5 de março de 2011 14:52 delete

Adorei a resenha, bem completa e toda organizada :D
Blog muito legal também.
Acho que leria o livro sim, ao contrário de vc, amo coisas que falam sobre a segunda gueerra ><
Se abordadas da maneira certa, conseguem fazer um ótimo livro :D
Parece o caso deste livro :3

Reply
avatar
Alle Snave
AUTHOR
5 de março de 2011 20:18 delete Este comentário foi removido pelo autor.
avatar
GMD
AUTHOR
5 de março de 2011 20:19 delete

Pra ser bem sincera eu nunca tinha escutado valor desse livro. he. mas pareceu bem interessante, principalmente pra mim, que adoro livros que contem histórias dentro de fatos históricos. Já o adicionei a minha wishlist.
ótima resenha!
;)
bjs!

Reply
avatar
GMD
AUTHOR
5 de março de 2011 20:19 delete

Eu não sei pq eu escrevi "valor" no lugar de "falar". uahsauhsuahsau. devo estar com sono. só pode!

Reply
avatar
Nana
AUTHOR
5 de março de 2011 21:54 delete

Nossa, achei a estória bem interessante...só que como vc sou meio chata com esse lance de guerra e flashback. Não sei como gosto Flashbacks de The Vampire Diaries hahahaha
E eu ia até perguntar do filme pq eu tinha ouvido falar, mas não assisti.

Isso mesmo, Depp precisa urgentemente de um Oscar!!!
Velhos chatos.
haha
bjs

Nana
Obsession Valley

Reply
avatar
Robledo Filho
AUTHOR
6 de março de 2011 15:39 delete

Eu achei a história ótima. Gosto muito de livros sobre a Segunda Guerra e não consigo deixar de admirar quando duas histórias, aparentemente separadas e não conectadas de forma alguma, se ligam do nada. De primeira, dá uma certa raiva, porque você quer saber o que aconteceu com o primeiro personagem, mas no final vale a pena. Gostei muito do título da obra, também - só achei que a capa podia ser um pouco mais trabalhada!

=*
Livros, Letras e Metas

Reply
avatar
7 de março de 2011 09:26 delete

ADOREI sua resenha! *-* Também não tenho muita vontade de ler livros que se passam em guerras, tempos antigos, mas sempre tem suas exceções que traz um enredo ótimo!

xx carol

Reply
avatar
Carissinha
AUTHOR
7 de março de 2011 11:43 delete

Obrigada pela visita ao meu blog.

Aos poucos estou lendo suas resenhas. Muito boas.

Reply
avatar
Ana
AUTHOR
9 de março de 2011 07:43 delete

Não conhecia esse livro. E confesso que fiquei interessada em ler.
Até pq tbm inclui fatos históricos, como a Segunda Guerra.
Estou seguindo teu blog.
Bjs ;)

Reply
avatar
Julliana
AUTHOR
30 de março de 2011 04:25 delete

Ah, achei que o filme era baseado no livro, maaaaaaaaaaas não é. Uma pena, mas mesmo assim acho que vale a pena dar uma chance ao livro e tal. O filme eu recomendo para aqueles que curtem filmes polêmicos ou com um teor dramático mais pesado. O filme "A Professora de Piano" é bem denso. No meu blog (aproveitando pra fazer propaganda, cof cof) eu falo um pouco a respeito dele e do filme "O Cisne Negro". :D http://www.eucoracaolivros.com/2011/02/eu-filmes.html

Reply
avatar
plift
AUTHOR
22 de abril de 2011 14:37 delete

Eu acho que eu leriaaa / Gosto muito de ler histórias sobre a 2ª guerra mundial!
Li: o menino do pijama listrado , A menina que roubava livros ... e adorei!

talvez algum dia eu leia esse livro (já tenho bastante livros para ler)...

A prefessora de Piano - Não conhecia!

Gostei do seu post e do template do seu blog!
Então
Estou seguindo!

Visite o meu blog também:
http://www.plift.blogspot.com/

=)

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!