Legado do Amor - Melanie Milburne

segunda-feira, janeiro 31, 2011 4 Comments A+ a-


Patrizio Trelini não consegue perdoar Keira, sua mulher. E com motivos. Afinal, que homem perdoaria a sua mulher depois de vê-la nua, na cama de outro?            
     E assim eles passam dois meses, depois desse incidente, separados, num divórcio litigioso que é um verdadeiro prato cheio para mídia. Keira é filha de um senador e Patrizio é simplesmente rico então já viram o escândalo.

Capa do livro
                Enquanto ele se consome em ódio pela mulher que um dia amou, Keira se naufraga em culpa pelo o que fez. Porém ela não lembra de nada que ocorreu na noite da suposta traição, apenas de ter bebido um cálice de vinho quando foi  a casa de seu melhor amigo para desabafar. E de acordar, no dia seguinte, nua na cama, com os lençóis emaranhados em torno de si.
                O livro “Legado do amor” começa depois desses dois meses de separação, quando Keira vai falar com Patrizio sobre as brigas entre o sobrinho dele e o irmão dela. Ambos eram amigos mas, depois do divorcio começaram a brigar pois o sobrinho de Patrizio o defendia e o irmão de Keira a defendia e... Vocês estenderam. As brigas chegam a tal ponto que ambos são ameaçados de expulsam de forma que é por isso que Keira vai até o escritório do ex-marido, para resolver tal assunto.
                A solução que eles encontram é clássica no mundo dos romances: Fingem uma reconciliação até que os garotos terminem o ano na escola.

                Mas é claro, as coisas não são tão fáceis. Os diálogos entre o casal, no inicio são tensos, cheio de acusação e culpa. Patrizio a trata ora com amargura (você destruiu o nosso casamento) ora com ódio (você é uma vagabunda) ao mesmo tempo em que reluta para admitir que ainda a deseja (e ama). Keira, por outro lado, ainda ama o marido mas sabe que nunca o terá de volta por causa da traição da qual não se lembra.
                Pra piorar tudo ela acaba descobrindo que está grávida. Mas não tem certeza de quem é o pai, se o marido ou o melhor amigo (que não aparece muito na história). E Patrizio, quando descobre, é invadido pela mesma duvida ao mesmo tempo em que sente ser ainda mais difícil perdoa-la.


                Apesar da autora ter usado alguns clichês a maneira como lida com o assunto traição vale a pena a leitura do livro. O erro de Keira é como uma bomba que paira sobre eles, a todo instante, a todo momento e o perdão é demorado, requer muito amor e confiança entre o casal. Me chamou atenção um dos argumentos de Keira de que, se fosse ele que a houvesse traído, ninguém o acusaria nem seria olhado torto por isso. A sociedade não o condenaria e ela teria que perdoa-lo. Mas como foi uma mulher a adultera, a história é diferente... Muito haver com a sociedade atual não.
                Traição é sempre um assunto barra pesada, não são todas as pessoas que gostam de livros com o tema. E, sobre perdoar ou não, a maioria das pessoas não perdoaria. Talvez pensando nessas pessoas, ou por que é uma autora romântica, Melanie Milburne (a autora) escreveu o final que escreveu. Não vou dar spoiller mas é óbvio que há algum mistério em  torno de uma traição do qual a mocinha não lembra de nada. Até o resumo no verso do livro diz que ela é inocente...


                Na minha opinião o fato de ela não ser inocente ou não é irrelevante. Alias, acho que acrescentaria muito mais à história se ela fosse mesmo culpada por que o amor também tem seus altos e baixos. Mas o final romântico e libertador foi igualmente agradável.  E o casal evoluiu e passou a se conhecer melhor.
                Nota 8. Apesar de não ser muito hot é uma leitura interessante.





Aliás, fiquei curiosa sobre o tema. Alguém conhece um livro em que A MOCINHA TRAI O MOCINHO? E se arrependa por isso, claro, como se fosse um deslize. Se ela for inocente, melhor ainda.
Quem souber deixa nos comentários. Aproveitem e comentem a resenha também rss. 

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

4 comentários

Write comentários
Clícia Godoy
AUTHOR
1 de fevereiro de 2011 17:38 delete

Oiii!

Nunca tinha lido, alías ando lendo poucos romances!
=/

Adorei a resenha!

Bjo =*
Clícia Godoy
http://silencioqueeutolendo.blogspot.com/

Reply
avatar
Babi Lorentz
AUTHOR
2 de fevereiro de 2011 19:10 delete

Nossa, já li muitos livros nesse estilo, mas hoje já nem tenho tanto interesse neles, pra falar a verdade. Acho que a leitura é fácil demais e que não me surpreende. Tá na cara que a mocinha é inocente (você disse que isso é falado na sinopse), tá na cara que devia ter alguma coisa no vinho dela... Sei lá, só não curto mais livros que sejam de fácil entendimento. :S
Beijão

Reply
avatar
Miss Carbono
AUTHOR
2 de fevereiro de 2011 19:22 delete

Babi eu te entendo perfeitamente. Algumas coisas são meio previsiveis em romances.
Mas é que eu tenho uma queda por finais felizes xD
Quanto a mocinha desse livro... O pior é que não tem nada no vinho dela mas ela acaba sendo inocente mesmo =P

Obrigada pelo comentario. Teh

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
17 de fevereiro de 2014 05:23 delete

estol louca para ler este livro gosto muiti de livros que a bordam o tema traiçao

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!