A aventura - Barbara Delinsky (resenha)

sexta-feira, janeiro 28, 2011 4 Comments A+ a-



Uma mulher de 35 anos, solteira e sem filhos. Um homem de 41 na mesma situação. Ambos sem a minima intenção de casar.         Mas Jenna, a mulher, se sente sozinha e quer um filho. Então resolve fazer uma inseminação. E pede a Spencer, o irmão de sua melhor amiga, que seja seu “doador”. Quando Spencer concorda, oferece apenas uma condição: Que ele seja doador a moda antiga. (sacaram?)                              Esse é o enredo do livro “A aventura” de Barbara Delinsky, uma ótima escritora, embora não esteja entre as minhas favoritas. Vai saber porque.         O titulo da história pode ser uma referencia ao fato de Spencer ser um aventureiro, uma metafora sobre a “grande aventura” que é ser pai ou mãe ou, simplesmente se apaixonar. O mais óbvio, porem, é que tenha algo a ver com um evento marcante que acontece do meio para o final da história e que muda um pouco o rumo dos acontecimentos da histórias. 
         Eu gostei da história logo que li o resumo, apesar de não gostar muito de personagens na faixa dos 40 (olha o preconceito hehe). E o livro correspondeu bem às minhas expectativas: É hot, direto e dá pra sacar logo de cara que o casal tem quimica e que vão se apaixonar. Os personagens não são lá muito engraçados, mas são interessantes. Spencer é, como eu disse, um aventureiro, imaturo e que não gosta muito de permanecer no mesmo local por muito tempo. Jenna é uma executiva fria e direta, mas também tem seus instintos maternais aflorando então há uma doçura não tão escondida e o seu lado “natureba”, que ela descobre com Spencer. Confesso que me irritei um pouco com as caracteristicas do heroi e, mesmo com a tentativa da autora de coloca alguma responsabilidade nele, pra mim não colou. Spencer é imaturo até os 40 do segundo tempo.


          O que nos leva ao ponto fraco da história: O desfecho. Não que tenha sido ruim, pelo contrário. Mas é realmente irritante ficar mais de duzentas e cinquenta paginas torcendo para que o tal de Spencer finalmente se apaixone por ela, só para ver a resolução do conflito em uma pagina e meia! O epilogo até ajuda mas não satisfaz muito, pelo menos não alguém tão sedenta por detalhes como a autora desse post.
         Mas vale muito a leitura. Minha nota é 8. Um 8,5 talvez.


Ultimamente só tenho dado essa nota. Mas em breve vou publicar resenhar sobre livros que são, definitivamente, nota 10!

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

4 comentários

Write comentários
Babi Lorentz
AUTHOR
30 de janeiro de 2011 10:17 delete

Adoro livros desse tipo. Mas não sei se gostaria exatamente pelo fato do desfecho. Normalmente, romances assim têm o desfecho sempre parecido - e sempre é do jeito que a gente espera =/
Beijão,
Babi Lorentz.

Reply
avatar
30 de janeiro de 2011 13:53 delete

Aaaahh adorei sua resenha e sinopse! *-* Adoro livros assim, e acho que iria amar esse. Fiquei curiosa agora ):

xx carol

Reply
avatar
31 de janeiro de 2011 12:43 delete

Adorei sua resenha! Me conquistou para ler o livro, até a parte do desfecho... assim não dá né :/

Beijos
World of Carol Espilotro

Reply
avatar
Miss Carbono
AUTHOR
1 de fevereiro de 2011 07:05 delete

Apesar do final meio "rápido" o livro é bom, eu recomendo. Emrestei pra minha vizinha e ela adorou =P

teh

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!