|FILME| Alice através do Espelho (Resenha / Review)

sexta-feira, junho 10, 2016 3 Comments A+ a-

                Três anos se passaram desde que Alice esteve na Inglaterra e no País das Maravilhas. Agora capita de navio, Alice desembarca em Londres pela primeira vez depois de tanto tempo para convencer seu sócio de negócios a expandir a participação da empresa na China. No entanto, tudo está diferente de quando Alice se foi - o tempo não foi bom para os negócios. Durante uma festa, Alice acaba sendo atraída pela (agora) borboleta Absalen para um espelho e atravessando-o retorna ao País das Maravilhas, onde o tempo também deixou algumas mudanças importantes em seu amigo Chapeleiro.
                Vi o trailer desse filme inúmeras vezes e, apesar de não esperar muito da trama, estava interessada em assistir por aparentemente ser um filme em que Alice viaja no tempo. Gosto do tema e, apesar de ser constantemente decepcionada por produções do tipo (é muito difícil fazer uma história coerente sobre viagem no tempo) nunca deixo de ter aquela antecipação em assistir algo do tipo.
                Temos aqui uma Alice mais velha e com mais responsabilidades, confrontada com um mundo real onde o impossível é realmente impossível. Não tenho os livro como base, nunca os li, mas gosto desses paralelos entre o mundo real e o mundo fantástico que ela embarca durante a trama e, principalmente, do questionamento sobre a realidade de tudo o que está acontecendo. Alice realmente viajou através do espelho? Ou está apenas tendo uma crise epiléptica e encontrando, em meio as suas alucinações, a solução para seus problemas "da vida real"? No País das Maravilhas, Alice tem que salvar o chapeleiro de sua própria loucura, no mundo real tem de salvar seu navio... Em ambos os mundos Alice vê o tempo como seu principal inimigo, pois foi o tempo que, de forma inclemente, fez com que essas situações viessem a ocorrer.

                Alice resolve então se encontrar pessoalmente com esse seu rival, o Tempo em pessoa. Ela quer convencê-lo a lhe dar um objeto mágico que a possibilitaria viajar a alguns anos no passado e salvar a família do chapeleiro. Mas será possível? Gostei da maioria das coisas que vi nessa abordagem fantástica da viagem no tempo. No entanto, do meio para o final as coisas se tornaram um pouco confusas, talvez por serem as cenas em que a "Rainha Vermelha" tem mais destaque.
                Como eu disse, eu não li os livros, mas, assistindo ao filme, tive minhas dúvidas a respeito da necessidade de trazes a personagem de Helena Bonham Carter novamente para a trama. A Rainha Vermelha fez muito sucesso no primeiro filme, ok, mas, com algumas adaptações, o papel desempenhado pela personagem poderia ter sido desempenhado facilmente pelo chapeleiro, cada vez mais maluco.
Cortem essa personagem!

                Dessa forma  teríamos uma história muito mais impactante e coerente. Faz muito sentido um arco de redenção para um personagem essencialmente bom como o Chapeleiro do que para um personagem maléfica e assassina até o último momento como a Rainha Vermelha. Vi um desfecho caricato e difícil de acreditar para uma vilã que mostrava a todo momento sua crueldade e falta de compaixão.
                Mas - fazer o que? - temos que ter em mente de que se trata de um filme, essencialmente infantil. E produzido pela Disney, ainda por cima. Não dá para cobrar muito dos personagens numa trama assim, mas posso garantir que "Alice através do Espelho" compensa isso com boas risadas, cenas emocionantes e um final daqueles que te fazem debulhar em lágrimas e pensar na vida. Nós culpamos o tempo por nos tirar minutos preciosos e implacavelmente mas o que fazemos com os minutos que nos são dados? O Tempo, na verdade, não é bom ou mal, nós e o que utilizamos de forma boa ou má (falando em tempo, Sasha Baron Cohen está arrasando no papel).
                Será esse o fim das aventuras de Alice no cinema? O filme e a lógica (só existem dois livros) nos dão a entender que sim mas quem sabe o que se passa na cabeça dos produtores? Indico esse filme para os que querem fantasia e entretenimento e diversão para todas as idades.
Nota 8 -- bom.

|TRAILER| 

Nascida no interior de SP, formada em Publicidade e Propaganda, sempre gostou de dar palpites sobre filmes, séries, animes, livros e o que mais assistir/ler. Autora do Blog "Resenhas e Outras Cositas Más" (Miss Carbono) e "Coisas de Karol". No Twitter fala de política, séries e da vida (não necessariamente nessa ordem). Siga: @karolro

3 comentários

Write comentários
Tais Caires
AUTHOR
10 de junho de 2016 12:12 delete

Eu adorei o filme. Assim como você também não li os livros. Sobre A Rainha Vermelha e sua falta de compaixão, quando me deparo com os vilões de uma história, sempre me pergunto porque eles são maus? O que o fizeram ser mal? Neste caso vejo A Rainha Vermelha como uma personagem rancorosa!

Reply
avatar
10 de junho de 2016 12:48 delete

Entendo seu ponto de vista mas para uma personagem que guardou rancor por tanto tempo e causou tanta destruição, a redenção veio rápido demais, não? ;)
Teh!

Reply
avatar
Leitora Anônima
AUTHOR
13 de junho de 2016 17:14 delete

Não sei se vai ajudar o comentário, mais que eu saiba esse filme foi baseado no livro Atraves do espelho que é a continuação do livro o país das maravilhas: o lado mais sombrio da A.G. Howard que é uma versão que dizem que muito boa.

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!