Resenha: Coisas Frágeis 2 - Neil Gaiman

sexta-feira, dezembro 20, 2013 1 Comments A+ a-

         No segundo volume da coletânea 'Coisas Frágeis' somos presenteados com mais contos e poemas de Neil Gaiman. O autor passa por diversas narrativas de caráter fantástico, com extrema variedade de temas e desfechos.
        Embora tenha achado o primeiro volume mais interessante do que este, talvez devido a maior quantidade de contos do primeiro, achei as histórias mais curtas desse segundo volume refrescantes e divertidas. O mesmo para os poemas que, se não rimam, ao menos evocam imagens curiosas.
         Não preciso nem dizer que Neil Gaiman é um grande nome de sua época dentro da literatura fantástica, portanto, sua leitura é obrigatória para os fãs do gênero.
          Coisas frágeis 2 pode não ser o livro ideal para conhecer o autor mas é um ótimo livro para conhecer seu processo criativo, devido aos comentários que o autor faz no inicio do volume.
            Não sei, talvez esteja sendo muito generosa, ou talvez esse livro completamente despretensioso algo refrescante e divertido - dou nota 8 (um bom livro).

MELHORES CONTOS: "Noivas proibidas..." (O titulo é longo); "Os outros", "Páginas de um diário..." (Outro titulo longo).

MELHOR POEMA: Instruções.

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

1 comentários:

Write comentários
Deyse F.
AUTHOR
21 de maio de 2014 04:05 delete

Eu só li um livro do Neil Gaiman "O oceano no fim do caminho" e não curti muito o estilo fantástico que ele usa para contar suas histórias, talvez seja melhor eu me manter afastada desse trabalho dele já que tu contou que ele continua nesse estilo, mas que bom que funciona contigo!
Deyse @ http://deysediztudo.wordpress.com/

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!