Filme Jogos Vorazes: Em chamas (Resenha / Review)

domingo, novembro 17, 2013 2 Comments A+ a-

            sem spoiler

             No segundo filme da trilogia “Jogos Vorazes” Katniss tenta se adaptar a sua vida pós-jogos, tendo mais dinheiro do que consegue gastar mas incapaz de caçar ou dormir sem que pesadelos ou flashbacks a acometam.
            Pouco antes de sua turnê ao longo dos 12 distritos, Katniss recebe uma visita do presidente Snow em que ele informa, basicamente, que ou ela finge mais do que nunca ser imensamente apaixonada por Peeta ou todos aqueles a quem ela ama serão mortos –incluindo seu amigo Gale. É fundamental então que a mocinha finja, já que a atitude dela na arena foi interpretada por muitos distritos como um desafio ao poder da Capital e isso deu origem a vários levantes.
            Mais uma vez no cinema pouco depois de ler o livro, minhas expectativas  sobre o filme ‘Em chamas’ eram boas. Afinal, o primeiro filme foi tão bom quanto o livro e o segundo tinha tudo para seguir pelo mesmo caminho.
            Ao longo das 2h26 minutos de filme percebi que não estava errada em minha suposição inicial. O filme consegue, assim como o primeiro, ser bastante fiel ao livro e, ao mesmo tempo, nos apresentar um ‘algo a mais’ que faz com que a história seja mais entendida.
            Se no livro vemos tudo sob o ponto de vista de Katniss, no filme ‘Em chamas’ somos brindados com conversas entre o presidente Snow e sua neta, ou o presidente e seus subordinados, quando Katniss não está presente. Isso é importante para que possamos entender como as atitudes da mocinha refletem nos ‘homens do poder’ e como cada atitude dela leva a uma reação da Capital,  que não hesita em mudar as regras a muito tempo estabelecidas, desde que o objetivo de manter a ordem seja cumprido.

            Sobre as atuações, achei tanto Liam Hemsworth (Gale)  quanto Josh Hutcherson (Peeta) igualmente bons, dentro de todas as suas possibilidades como atores e suas limitações enquanto personagens. É interessante notar que, se no livro temos certeza de que Katniss irá escolher Peeta, no filme essa preferência não é tão clara. Isso se deve tanto a beleza de Liam – que nesse filme foi mascarada pela sujeira do carvão ou por machucados na maioria das cenas em que ele aparece – como também pela decisões tomadas no roteiro. Katniss faz declarações apaixonadas para os dois e beija-os em vários momentos distintos ao longo da história. Espero que, ‘Em esperança’ esse dilema seja resolvido sem a necessidade de transformar Gale em um vilão, mas não tenho tanta certeza de como isso será possível já que, nesse filme, Katniss parece igualmente apaixonada pelos dois.
            Jennifer Lawrence é uma história a parte. É impressionante como essa atriz consegue mostrar tanto através de postura física e expressão facial sem dizer uma só palavra. A cena final, um close de vários segundos no rosto da atriz, demonstra esse talento claramente: Mesmo sem dizer uma só palavra, conseguimos perceber exatamente o que se passa na metne de Katniss naquela conversa.
            Os outros atores foram igualmente bons, alguns deles um tanto caricatos demais mas nada que atrapalhasse o ritmo da narrativa. O único cuja atuação não gostei foi Lenny Kravitz – achei o seu Cinna muito artificial e afetado, o que atrapalha pois é um personagem muito importante para Katniss e para a série em si. Graças a essa atuação sofrível de Kravitz, não consegui me importar com Cinna.


            Apesar disso o filme valeu muito a pena. Eu sempre fico impressionada com as descrições dos lugares e dos figurinos quando leio o livro e ver todo aquele luxo na tela é visualmente incrível.  A cena do desfile, com todas aquelas pessoas e bandeiras tal como uma Alemanha nazista, é uma das minhas preferidas junto com a cena da névoa, que ficou tão letal no livro quanto no filme. Achei a arena e alguns dos vencedores de outros distritos um tanto diferentes do que imaginei quando li o livro mas nada muito sério.
            Sobre as modificações realizadas, até mesmo as cenas que não estavam no livro ou foram modificadas, serviram para facilitar a história para o expectador de modo que não posso criticá-las. Para falar a verdade, preferi algumas alterações feitas pelo filme, como por exemplo aquela sequencia final na arena, em que Katniss tem de se lembrar quem é seu realmente seu inimigo. No livro essa cena ficou confusa, por que Katniss estava ferida, com medo e desesperada mas, no filme, ficou perfeito. Aqueles segundos finais que já citei mais acima, que mostram a expressão de Katniss, é algo que não tem no livro e foi espetacular para mostrar o que a personagem estava sentindo/pensando – infinitamente superior ao livro que termina de maneira mais seca.

            O livro só ‘ganha’ do filme pelo nível de tensão gerada – no livro não conseguiu parar de roer as unhas para saber  o que aconteceria, no filme nem tanto. Ah, mas no filme você já sabia o que ia acontecer. Sim, mas no primeiro filme também já conhecia a história e mal conseguia ficar na cadeira tamanho era o suspense e a tensão que havia na tela. A única cena que se aproxima desse sentimento em ‘Em chamas’ foi a cena da névoa venenosa.
            Indico para os que gostaram do primeiro filme e para todos que gostam de histórias de aventura com um enredo interessante. ‘Em chamas’ atendeu todas as minhas expectativas e creio que a dos fãs das séries também, se julgar pelos comentários que andei por ai. Até mesmo quem não curtiu muito o primeiro filme pode gostar desse, pois tem muito mais ação e conteúdo do que o primeiro, com certeza.

            Minha nota é 9 – o filme é muito bom e me deixou ansiosa para o que virá a seguir.
           
----------------

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

2 comentários

Write comentários
24 de novembro de 2013 14:31 delete

Tenho muita vontade de ler/assistir a série de Jogos Vorazes
Mas ainda não tive oportunidade
Me parece ser muito bom

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com

Reply
avatar
16 de dezembro de 2013 16:10 delete

Esse filme ficou perfeitooooooooo! Sério, é raro encontrar um filme tão bom quanto o livro, e Em chamas conseguiu ser exatamente assim! O filme inteiro te deixa aflito, em choque, apreensivo, e as horas passam rapidinho. Acho que a única coisa que eu não gosto muito no livro, é que a Katniss parece um robô as vezes quanto aos sentimentos, e já no filme, ela demonstra bem mais.

xx Carol
http://hangoverat16.blogspot.com.br/

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!