O lado bom dos livros pirateados - part. 1

quarta-feira, setembro 04, 2013 4 Comments A+ a-

               Quem nunca baixou um livro pirata, seja por que o mesmo não existia no Brasil, ou por que o preço da livraria estava salgado, que atire a primeira pedra. Embora a pirataria de livros não seja algo tão difundido e comum quanto a de músicas e filmes, já é uma realidade que preocupa as editoras do Brasil e do mundo. As regras sobre reprodução, nas primeiras páginas do livro, estão cada vez mais específicas e as leis cada vez mais rigorosas com esse tipo de “Violação de direitos autorais”. Mas, o que as editoras não percebem é que nem sempre piratear é algo ruim.

               Primeiro ponto: Os downloads piratas não estão fazendo a indústria de livros (do Brasil) entrar em decadência.  De acordo com a ultima pesquisa realizada sobre o assunto, a venda de livros aumentou em 7% em 2011, quando comparado ao ano de 2010. Claro, esse número poderia ser maior se não houvesse livros piratas. Mas também não é como se nós estivéssemos deixando de comprar das pobres editoras/autores apenas por que baixamos seus livros de forma ilegal. 
               O que nos leva ao segundo ponto, algo que Paulo Coelho pregava em seu blog desde 2008: Se a pessoa ler o livro e gostar, com certeza vai querer a versão impressa. É só pensar pela lógica: Para que comprar um livro que não sei se é bom, quando posso comprar um livro que eu sei que é excelente e ler quando eu quiser?

               Para ilustrar meu ponto de vista uso dois exemplos. O primeiro deles vem do próprio Paulo Coelho, no link que postei acima: Em 1999, o livro “O alquimista” vendeu apenas 1000 exemplares na Rússia, razão pela qual seus editores no país o dispensaram. Depois de conseguir outra editora na Rússia, Paulo tomou uma atitude ousada: Resolveu disponibilizar, em seu site, a versão do livro em Russo para download, sem qualquer custo para o leitor.
               Sem promoção de venda adicional o livro explodiu. Hoje são 10 milhões de exemplares vendidos por ano. Ou seja: Os leitores queriam ler Paulo Coelho, mas que, naquele momento, não tinham como pagar pelo livro, baixaram e, assim que houve oportunidade, adquiriram um exemplar de “O Alquimista”.
               É por isso que Paulo Coelho desenvolveu um projeto chamado “Pirates’ Coelho” que disponibiliza todos os seus livros para download grátis, em vários idiomas (inclusive o português). Ele acredita que isso fará suas vendas ainda mais – é o que vem acontecendo.
               Pra alguns pode parecer absurdo que alguém queira comprar um livro já lido, mas (e ai vai meu segundo exemplo) eu mesma já fiz isso. Li a trilogia Millennium inteira através da biblioteca, porém, assim que tive oportunidade, adquiri meus exemplares. Acredito que haja diversos brasileiros que pensam da mesma forma e que adquiririam sim livros já lidos, apenas pelo prazer de ter o livro em mãos (e poder chamar de seu).
               Até agora citei os dois motivos pela qual eu defendo hoje o download de livros piratas. O ponto 3 rende um post a parte, sinto que vou viajar um pouquinho a mais para explicar como (em um futuro lotado de download de ebooks, legais e ilegais) o livro ainda terá espaço.

Por enquanto aguardo seu comentário: Acha que o download de livros piratas é uma coisa boa ou ruim? Comente!



"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

4 comentários

Write comentários
Flavia Sena
AUTHOR
5 de setembro de 2013 14:43 delete

Concordo totalmente contigo, sempre leio em e-books pq além de não ter tanto dinheiro disponível, também não tenho muito espaço, mas quando gosto de um livro faço questão de tê-lo (((:

Reply
avatar
Paty Algayer
AUTHOR
6 de setembro de 2013 11:16 delete

Concordo com você, Karol! Eu mesma já fiz muito disso, baixava os e-books e, se gostava da história, procurava pra comprar... hoje em dia não faço mais, já que tenho muitos livros em casa pra ler e pouco tempo, mas não acho que os downloads ilegais possam vir a prejudicar a indústria editorial! Muito pelo contrário, acho que é tudo uma forma de divulgação gratuita...
Bjus!
Paty Algayer - http://www.magicaliteraria.com/

Reply
avatar
Lucas Gilmar
AUTHOR
6 de setembro de 2013 11:59 delete

livro cabuloso
livro-azul.blogspot.com.br

Reply
avatar
Sandra Mendes
AUTHOR
7 de setembro de 2013 09:19 delete

Hey,, Miss!

Voltei! Aliás, faz tempo que to voltando, sempre aos poucos.
Eu sou super a favor de download grátis de livros e nunca escondi. Penso exatamente como você. E faço. Quando não tenho muita certeza se vou gostar de um livro, mas estou curiosa, e ele custa caro, primeiro eu baixo o e-book e leio. Se eu gostar compro o livro. E a série.
Isso nunca veio pra dar prejuízo, eu acho que só aumenta as vendas. Paulo Coelho está certíssimo! Adoro os livros dele, por sinal. #mejulguem Ahahahaha

Apoiadíssimo!

Beijo grande!

http://www.oblogdasan.com/

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!