Filme: Autópsia de um crime (Resenha / Review)

sexta-feira, março 29, 2013 1 Comments A+ a-

Eu juro, por Apolo, médico, por EsculápioHigeia e Panaceia, (...) Aplicarei os regimes para o bem do doente segundo o meu poder e entendimento, nunca para causar dano ou mal a alguém. A ninguém darei por comprazer, nem remédio mortal nem um conselho que induza a perda. (...) Se eu cumprir este juramento com fidelidade, que me seja dado gozar felizmente da vida e da minha profissão, honrado para sempre entre os homens; se eu dele me afastar ou infringir, o contrário aconteça. - Juramento de Hipócrates (Trechos retirados do Wikipédia)

       Ted Grey é um jovem e brilhante estudante de medicina, que acaba de voltar de uma missão humanitária na Africa. Ele mal tem tempo de ficar com sua noiva Gwen e já viaja novamente, dessa vez para começar sua residência médica em um importante centro de patologia. 
      Chegando lá Ted é logo recebido por um estudante de medicina e, pouco depois, conhece o dr. Jake Gallo, um outro colega de residência. É muito importante citar esse primeiro encontro entre Grey e Gallo pois tem características quase românticas: Uma troca intensa de olhar e uma avaliação mutua que parece encher o ambiente de tensão. No entanto, o que acontece entre ambos é uma avaliação de jogadores, ambos se avaliando e percebendo que no outro havia um oponente de valor.
        Longe de ser apenas "mais um suspense médico" Autópsia de um crime é um filme que discute a medicina sob o ponto de vista da ética. Médicos com complexo de deus não são uma novidade no cinema mas nunca havia visto nada dessa forma: O protagonista do filme estão tão obcecados por superar um ao outro que se envolvem num jogo macabro, envolvendo assassinatos cada vez mais bizarros para que o outro tente adivinhar como a vitima morreu. 
        Claro, há outros médicos envolvidos, entre eles Juliette, que começa como namorada de Jake mas acaba se envolvendo com Ted também. É engraçado que, embora os personagens do filme sejam cruéis e frios, esse foi um dos momentos que mais me chocou, ver que o "mocinho" acabava sendo seduzido por outra, mesmo tendo uma noiva o esperando.
        Sem querer dar spoilers (acho que já dei alguns, mas faz parte) o filme se desenvolve em crescente tensão e repleto de cenas nojentas de cadáveres e partes do corpo humano. É por lembrar que nada é gratuito, a história se passa praticamente inteira em um necrotério, mas há também uma série de outras situações que podem perturbar os mais sensíveis, por isso afirmo que o livro não é para todos. 
        Mas é um filme interessante razão pela qual, mesmo tendo assistido-o pela primeira vez há vários anos (o filme foi lançado em 2008) ainda me recordava da história, mesmo antes de tê-lo visto novamente na semana passada. Não é um roteiro primoroso porém é interessante e, para completar, é um filme de ótimas atuações. Indico para o que gostariam de ver um suspense diferente, onde não há mocinhos, apenas graus diferentes de maldades (o final ilustra bem isso). 

        Nota 10 - o filme está na lista de favoritos, embora não seja uma história que eu tenha vontade de rever com frequência.

Dica: Por ser um filme antigo, é possível encontrá-lo completo no Youtube. 

Trailer

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

1 comentários:

Write comentários
Isabelle
AUTHOR
3 de abril de 2013 12:20 delete

Ainda não conhecia esse filme. Interessante.

Gostei muito do seu blog! Seguindo!
Beijos
http://www.verbosdiversos.com/

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!