Resenha: O pecador arrependido - Penny Jordan #MaratonaDeBanca

terça-feira, novembro 13, 2012 3 Comments A+ a-



O RENOMADO ADVOGADO MAX CRIGHTON TINHA UMA FAMÍLIA MODELO... OU ASSIM PARECIA...ACOSTUMADO A SEDUZIR CLIENTES E A DESPREZAR MADELEINE, SUA ESPOSA, ELE NÃO PASSA DE UM GRANDE PATIFE. NO ENTANTO, QUANDO ESCAPA POR UM TRIZ DE UM BRUTAL ATENTADO, ELE PASSA A VER A VIDA COM OUTROS OLHOS. AO SAIR DO HOSPITAL, MAX ESTÁ ARREPENDIDO E QUER SER PERDOADO... MAS CONSEGUIRÁ ELE RECUPERAR A CONFIANÇA PERDIDA? - Sinopse retirada do Skoob 

          Quando vi que um dos meses da Maratona de Banca era "Penny Jordan", autora que faleceu no finalzinho do ano passado, logo pensei nesse livro, talvez um dos mais "polêmicos" da autora já que alguns amam e outros odeiam. 

           "O pecador arrependido" conta a história de Max Crighton , um pai omisso, marido infiel, filho desnaturado... Enfim, o típico canalha. Já conhecia o personagem de outros livros da família Crighton e, confesso, já achava difícil gostar desse livro antes mesmo de lê-lo. 
            As primeiras páginas pareciam confirmar minha impressão, afinal, Max só age como um cafajeste, página após página. Mas então ele fica a beira da morte e... muda. 
            Sabe aquelas histórias em que o personagem bate a cabeça e muda completamente a personalidade? Então, é bem parecido com o que ocorre com o mocinho desse livro. Relendo a cena depois, fiquei com a impressão de que ele desenvolve uma "consciência" antes do atentado, porém é depois do fato que ele realmente muda. 
             O problema é convencer Madeline, sua esposa, de que essa mudança é de verdade. Pior de tudo é que a mocinha já está até com outro, pensando em pedir a separação, quando recebe essa noticia da "mudança" do marido. Ela pensa que é mais um dos truques de Max mas acaba aceitando que ele se recupere na casa dos dois. 
             Fazendo um paralelo com a súbita mudança do mocinho, a autora também narra a mudança de Madeline, que passa de 'dona de casa' a 'empresária', além de se tornar quase uma referência matriarcal para o restante da família. É Madeline quem consola todos da família quando Max sofre o acidente, é ela quem toma as rédias da instituição de caridade antes dirigida pela avó de Max, Ruth Crighton. Enfim, a mocinha se torna uma mulher mais confiante com o passar da história. 
                O problema é que o livro é muito curto para haver toda essa mudança toda. Por isso é que temos a impressão de superficialidade, não há páginas suficientes para que todas essas evoluções e mudanças parecem críveis. A autora coloca uma passagem de tempo que mostra que, com o passar dos meses, Max continua mesmo um 'cara legal' , mas isso é algo que vemos de um capitulo para outro - muito rápido e pouco convincente
                Há aqueles que acham que Madeline perdoou o mocinho rápido demais mas, só pelo final do livro, percebe-se que não é assim. O que Madeline dá é uma nova chance ao casamento dos dois, mas não necessariamente seu perdão e amor de volta. Para quem leu só esse livro é um fim péssimo mas, nos próximos livros da série, acompanhamos indiretamente a evolução desse casal. 
               Enfim, confesso que chorei lendo esse livro e, no geral, gostei da história (apesar de alguns detalhezinhos irritantes). Minha nota é 7 - uma história razoável. 


 Para ler outras resenhas que escrevi para a Maratona de banca,clique aqui. 

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

3 comentários

Write comentários
14 de novembro de 2012 07:16 delete

Olá!

Max Crighton é um safado, cachorro e s em vergonha...mas eu perdoei ele, acho que na vida as pessoas merecem uma 2ª chance e não é que ele soube aproveitar muito bem a oportunidade, amei a história desse casal.

Beijos
Lulu
Apaixonada por Romances

Reply
avatar
14 de novembro de 2012 07:22 delete

Tanta reviravolta em pouco tempo deixa a gente frustrada mesmo. Achei bacana ele se redimir e ela acordar pra vida.
Me parece um livro muito bom para distração.

Beijos
@LeitoraIncomum
www.leitoraincomum.com

Reply
avatar
28 de novembro de 2012 17:44 delete

Li quase toda essa série e concordo com vc, parece que ele começa a pensar antes sobre sua vida. Eu tinha o livro com outra capa não sei se era pela Mytos o Nova Cultural, vc sabe as editoras dão uma boa cortada nos livros, vai saber se no original ela não tinha mais tempo para mudanças?
beijos
Fabi

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!