Resenha: A Esposa Virgem - Deborah Simmons #MaratonaDeBanca

quinta-feira, setembro 20, 2012 2 Comments A+ a-

   


 Ele queria vingança. Ela ansiava por paixão.Bretanha, Idade Média.Sophie Hexham ficou desapontada com o desinteresse de Nicholas de Laci em fazer-lhe companhia no leito nupcial... É que Nicholas, obrigado a se casar, por ordem do rei, com a sobrinha de seu maior inimigo, jurara vingar-se fazendo-a sofrer. Mas Sophie sabia como conquistar o coração do marido de uma maneira que jamais imaginara!
       Nicholas De Laci é um homem sério, frio e obcecado por se vingar do homem que o mandou para o deserto e quase o matou. Porém, quando Nicholas finalmente acha que vai matar Lorde Hexham, descobre que alguém já o fez. Desde então sua vida é pautada em tédio, vivendo sob o teto do cunhado sem qualquer perspectiva de felicidade em sua vida. 

        É então que Nicholas descobre que Hexham tinha uma sobrinha e que esta cresceu em um convento. Como todo bom mocinho vingativo ele acredita que poderá se vingar do homem morto através da sobrinha dele e parte até o convento onde ela está para desposá-la e faze-la sofrer. 
        Mas tudo muda quando ela conheça Sophie. Ao contrário do que esperava, sua esposa é uma jovem rebelde e impetuosa que não hesita em desafiá-lo. E, o que era para ser uma vingança, acaba se tornando um romance. 
        Esse é o tipo livro dos mocinhos que brigam muuuito mas se amam. Sophie e Nicholas tem uma química que é palpável desde a primeira cena entre os dois. Se, no inicio, Nicholas pensava em vingança, aos poucos vai relutando em tratar Sophie mal, embora continuem discutindo. 
        Uma das coisas mais legais desse livro é acompanhar a mudança do mocinho. No inicio ele é um cara frio e contido, que não esboça nenhuma emoção positiva, somente o ódio e fúria frios. Porém Sophie desperta um lado 'barraqueiro' no mocinho, os dois discutem aos gritos, para surpresa e uma certa satisfação dos habitantes do castelo, que nunca viram antes o Lorde tão descontrolado. 
        Claro, essas discussões entre os personagens principais são mais engraçadas do que dramáticas. Tem uma cena no meio do livro, em que a irmã e o cunhado surpreendem uma discussão entre Sophie e Nicholas  que é hilária. Impossível não rir desses dois. 
         No final o mocinho tem que se decidir entre encontrar a felicidade com a esposa ou levar adiante a vingança que tanto buscava. Mas não é uma escolha tão dificil ou imprevisível: Dá para perceber logo de cara o quanto Nicholas se sente fascinado e, depois, apaixonado por Sophie. 
         Claro, como o tema da Maratona de Banca desse mês são livros com conteúdo mais apimentado (Hot) não posso deixar de falar desse aspecto da história. Em tempos de IAN e Cinquenta Tons de Cinza, livros com teor mais explicito, é difícil classificar um romance de banca como Hot, já que na maioria deles tudo ocorre um pouco mais devagar. Mas gosto desse 'clima' de tensão entre os personagens principais, essa expectativa que as discussões entre Sophie e Nicholas e, claro, as cenas calientes entre os dois. Tudo isso faz de 'A esposa virgem' um livro Hot sim, mesmo com uma progressão mais lenta do que esses romances adultos de hoje em dia. É gostoso ver que o casal não queima etapas, eles se beijam, se apaixonando e há um desenvolvimento do relacionamento dos dois, as cenas hot agregam ao enredo da história. Não estou fazendo uma crítica aos romances adultos apenas fazendo uma comparação deles com os livros de banca. 

         Esse livro ganha minha nota 10 e consta na minha lista de favoritos. Sophie e Nicholas são uma casal fantástico e divertidíssimos juntos. Recomendo

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

2 comentários

Write comentários
Meiy Saito
AUTHOR
24 de setembro de 2012 13:17 delete

Não sei o porque, quando estava lendo o comecinho da resenha me lembrei de "A megera domada" - William Shakespeare x)
Quando olhei a capa, antes de ler a resenha... Sim, juguei o livro pela capa. Mas ao terminar de ler a resenha até fiquei com vontade de ler esse livro! Parece muito legal! Deve ser muito engraçado acompanhar as brigas deles e depois suspirar com as cenas de romance, hehe.

-- Hangoverat16.blogspot.com

Reply
avatar
Sweet-Lemmon
AUTHOR
26 de setembro de 2012 20:13 delete

Eu ACHO que não li esse livro, mas ao mesmo tempo a estória (e capa!) não me é estranha... #velhice Gosto quando percebemos uma mudança nos personagens, quando eles "crescem".

Bjos!
http://umaconversasobrelivros.blogspot.com.br/

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!