Filme: O lado bom da vida (Resenha / Review)

segunda-feira, fevereiro 25, 2013 1 Comments A+ a-





 Sem spoiler 

           


  Pat Solano acabou de receber alta do hospital psiquiátrico e mal vê a hora de mostra para sua ex mulher o quando está mudado. Ele agora perdeu peso e tem uma atitude mais positiva perante a vida - além disso também resolveu ler todos os livros sobre o qual Nikki (a ex-mulher, e também professora) leciona, para que possam conversar sobre eles. 
             O único problema é que Nikki se recusa a falar com ele, devido aos fatos que o levaram a ser internado a meses atrás. E há também uma ordem de restrição que ela impôs contra ele, o que já é motivo suficiente para que nenhum dos pais aprovem esse contato. 
             Enquanto arruma uma maneira de rever sua ex-mulher, Pat é convidado para jantar na casa de um amigo e é quando ele conhece Tiffany. Eles não se dão muito bem no inicio, talvez por ela ser tão maluca quanto ele, mas, o tempo passa e eles ficam cada vez mais próximos. Será que Pat vai mudar seus planos futuros? 
              
              Estou ansiosa para ver esse filme há tempos mas não estava encontrando-o na internet. Por isso, quando saiu no cinema aqui da minha cidade fiz questão de ir assistir, não só pela história mas também pelas indicações ao Oscar*. Eu já tinha altas expectativas sobre esse filme, mas O lado bom da vida (Silver Linings Playbook) conseguiu ser melhor do que eu esperava. 
                A começar pelo roteiro. Os diálogos são rápidos e divertidos e, embora não seja muito surpreendente, não fiquei tentando prever as reviravoltas da história (uma mania irritante que tenho). Simplesmente curti o filme, ainda que um pouco preocupada sobre o destino dos personagens. 


                Falar sobre os personagens e os atores desse filme rende paragráfos a parte. Bradley Cooper, ator conhecido por filmes de comédia como 'Se beber não case', interpreta Pat com maestria, sabendo dosar o humor e o drama sempre que o roteiro pedia - pelo pouco que conheço da carreira do ator, creio que este seja sua melhor interpretação. Jennifer Lawrence, que vive Tiffany também está perfeita no papel. Um dia antes havia assistido outro filme dessa atriz e a impressão que tive era de duas pessoas diferentes, algo que já não me surpreende tanto - considero Jennifer Lawrence uma das melhores atrizes da sua geração, sabendo dosar papeis populares e excelentes interpretações. 
            Como se não bastante essas duas excelentes atuações dos protagonistas, o filme ainda conta com Robert Deniro, vivendo o pai sistemático de Pat e Jacki Weaver que interpreta a mãe. Ambos "seguram as pontas" nos diálogos e, embora não tenham uma atuação tão impressionante quanto a dos atores principais, são ótimos coadjuvantes da história, completando o 'time' que interpreta O lado bom da vida.
                     
            Posso dizer, sem nem hesitar, que O lado bom da vida é o filme mais emocionante que já assisti no cinema e um dos melhores que já vi na telona (e fora dela). Recomendo para os que gostam de comédias dramáticas, como Pequena Miss Sunhine e Juno, daquelas capazes de te fazer rir e chorar ao mesmo tempo em uma cena. 
              Também entrou para minha lista de favoritos - por isso dou nota 10.


  * Melhor atriz, ator, roteiro e diretor. Estou escrevendo essa review na manhã de domingo do Oscar 2013 e não sei quais serão os ganhadores. 

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

1 comentários:

Write comentários
bia barros
AUTHOR
7 de março de 2013 08:55 delete

Se não me engano eles ganharam dois Oscas. Amo este filme, no começo ele não parece ser muito bom, mais depois você se surpreende... e isso é ótimo.

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!