Resenha: Do seu lado - Fernanda Saads

sexta-feira, agosto 03, 2012 2 Comments A+ a-


 
           


4 anos Sarah terminou de seu namorado, Bruno, em termos não muito amistosos. Mesmo assim foi horrível, ela ficou deprimida por vários meses e, se não fosse por seu amigo Igor e sua família talvez não tivesse conseguido.
            Agora Sarah é uma arquiteta que faz os projetos mais estranhos (casinha de cachorro?) e já esqueceu completamente de Bruno. Ou será que não? Quando Igor e ela são chamados para desenvolver um projeto para a agência onde Bruno trabalha, Sarah sente todos aqueles sentimentos retornarem. E Bruno também parece não ter se esquecido dela... Porém será que vale apena cair de cabeça nesse relacionamento de novo?
            Sabe aquele tipo de personagem que faz tudo errado durante o livro inteiro? Então, essa é a Sarah. Lia o livro e pensava “Burra, burra, burra...”. Desde a primeira página está na cara que Igor arrasta um bonde para ela, mas por quem Sarah se sente atraída? Sim, pelo ex namorado adultero.  
            Conforme Sarah vai se reaproximando de Bruno, vai também perdendo o contato com Igor e sentindo cada vez mais infeliz. Porém é difícil para ela aceitar que aquele relacionamento que vive não é amor verdadeiro, que o tempo todo ela somente idealizou o cara perfeito em Bruno, sem que ele tivesse feito nada para merecer toda essa adoração.
            Esse é o enredo principal do livro mas também conhecemos um pouco da história de outros personagens. Fátima é a amiga-cliente de Sarah que lhe dá altos conceitos mas luta para ascender na opinião social. Renata é ex colega de classe que se oferece para tentar falar com Igor depois que esse dá um gelo em Sarah. Tem também os pais e avós da protagonista que fez ou outra aparecem no livro e o chefe de Sarah que vive dando bronca na mocinha por acessar redes sociais no trabalho.


            Uma coisa que eu achei muito legal nesse livro foram as citações de filmes, principalmente do filme “Harry & Sally”. Outros filmes, como ‘Rio’ e ‘O noivo da minha melhor amiga’ também são citados, mas é esse primeiro filme, mais antigo, que funciona como um personagem na trama. Está sempre lá, para que Sarah o devolva para Igor e – quando ela dá por si e vê que está fazendo uma idiotice – é nas frases desse filme que a protagonista pensa.
            O livro todo passa bem rapidinho, os capítulos são curtos e é tudo narrado sob o ponto de vista de Sarah. Confesso que não gostei muito de nenhum personagem dessa história, mas fiquei curiosa sobre como ia acabar.
            No final, achei uma história bem construída e os diálogos muito bem feitos, sem aquela coisa de parecerem artificiais. Fernanda Saads diz, na contra-capa do livro, que ama escrever ‘chick-lit’ e é assim que classifica Do seu lado mas não sei se concordo com essa classificação. Para mim parece mais um romance mesmo, embora concorde que há muitas situações de ‘chick-lit’.
            Mesmo assim a autora fez um bom trabalho e, embora não seja uma história marcante e nem possua nenhum personagem muito complexo, o livro é bom em entreter os leitores ao longo de suas páginas

            Só tem duas coisas que eu não entendi. A primeira, por que na pág. 190 falam que o nome completo do amigo da mocinha é Igor Straub e na pág. 301 é Igor Schneider? Ele tem os dois nomes? Foi erro de digitação? De qualquer modo, ficou confuso.
            A segunda: Por que esse livro está no selo Novo Conceito Jovem? Esse ‘Jovem’ diz respeito a jovens autores ou leitores? Infelizmente não encontrei nada no site da Editora sobre isso.
            Mas, fora esses detalhezinhos, minha nota é 7 – achei o  livro regular.
           
 Você gosta de histórias sobre amigos que se apaixonam? Comente!

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

2 comentários

Write comentários
3 de agosto de 2012 11:28 delete

Pela capa, eu sempre achei que era um enredo mais adolescente, mas descobri agora que não. Estou com ele pra ler aqui em casa, mas sério que ela faz as decisões erradas sempre? Sério, isso costuma ser tão desanimador, porque é como se a autora inventasse motivos bobos só pra poder conseguir criar a história.
Gostei de você apontar essas dúvidas, porque agora fiquei com as mesmas. E quanto ao nome, pode ser por exemplo, um é o nome do meio, e o outro do final.

xx carol

Reply
avatar
Sara
AUTHOR
8 de agosto de 2012 11:35 delete

Sara está na história hehehe.
Este livro me parece tão desinteressante, não me chama atenção. Vi que o post recente é de sorteio no facebook, preciso ter um perfil, estou perdendo coisas interessantes.

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!