Filme: Poder sem limites (Resenha / Review)

segunda-feira, junho 04, 2012 2 Comments A+ a-





        Poder sem limites tinha tudo para ser só mais um filme de super-heróis: Três jovens bem diferentes entre si que, por coincidência, acabam entrando em contato com uma substância mágica/fantástica/extra-ordinária. É quando esses jovens adquirem super-poderes. 
        Até ai tudo muito clichê mas, como muitas vezes acontece no cinema e na literatura, não é bem o que é contado que faz a diferença mas sim como a mensagem é transmitida. No caso de Poder sem limites o meio da história ser contada é o que há de mais interessante no filme: É o primeiro filme de heróis (que eu assisto) que conta tudo com a câmera em primeira pessoa (no estilo de Atividade Paranormal, Bruxa de Blair, REC...).


          Sob o ponto de vista de Andrew, um jovem que tem problemas em casa, nós acompanhamos o desenvolver da narrativa mas, mesmo assim, não foi um personagem com o qual eu me simpatizei muito. Se fosse para defini-lo em uma palavra eu diria 'problemático' e não de uma maneira legal. No momento em que vi esse personagem em cena tive uma sensação de que era uma bomba prestes a explodir, tamanha a situação estressante que tinha em casa (seu pai é alcoólatra e sua mãe é uma doente terminal)
          Ainda falando sobre o personagem, talvez seja esse um dos pontos fracos do filme. Não há muita profundidade na maioria e nem situações onde essa evolução de personagem é cabível. De todos os 3, Matt (primo de Andrew) é o único que sofre uma pseudo-mudança porém até mesmo isso já era esperado. Steve é um clichê maior ainda, não quero nem comentar aqui.           A única exceção talvez seja Andrew e seus problemas pessoais, sociais e psicológicos. Mas, até mesmo essa 'evolução' ocorrida durante o filme parece óbvia demais, só se destacando das outras pela forma como mostraram essa mudança. 


           Ao contrário do que possa parecer, eu gostei do filme. Claro, tem todos esses pontos negativos mas foi interessante acompanhar como tudo iria acontecer. Apesar de um pouco parado o começo, merece menção honrosa a "cena de luta" do final, que foi filmada sobre vários pontos de vista diferentes: Desde a câmera de segurança, até as pessoas que estava na rua filmando, tudo isso serviu como ponto de vista em Poder Sem Limites.
            Talvez se houvesse um roteiro um pouco mais diferente e criativo o filme teria ganhado pontos mas, para quem assistiu  e Os vingadores e se surpreendeu é quase certo que verá em Poder Sem Limites uma nova surpresa. 


            Não que eu possa comparar os dois filmes, a não ser pelo tema da história (super-heróis) não há nada em comum entre Poder sem limites e Avengers, tanto pela produção quanto pelo roteiro. A maneira como os poderes são abordados nesse filme também está mais para 'Homem aranha' do que para Vingadores: Só citei para vocês terem uma ideia de quanto são diferentes um filme do outro. 
             Indico para quem ainda não se cansou de narrativas em primeira pessoa e para os que gostam de franquias: Parece que já encomendaram uma sequência para esse filme (ainda que eu não consiga ver um só motivos para isso acontecer). Nota 8 - um bom filme.




Gosta de histórias em "primeira pessoa"? Comente!
          

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

2 comentários

Write comentários
Thaís Varine
AUTHOR
4 de junho de 2012 06:16 delete

Eu normalmente adoro filmes com o tema super heróis, mas esse não me atraiu. Não sei, eu teria que estar de bobeira para ver... Meu forte mesmo são os filmes com drama, romance ou com música para dançar e/ou cantar. ;D

Beijos
http://osbastidoresdoamor.blogspot.com.br/

Reply
avatar
11 de março de 2016 20:11 delete

Dessas produções que mantê-lo com expectativa, eu adorava ver nesta ala ctor Bradley Cooper, que por coerto, também vimos na fita Francotirador, uma história verdadeira, a recriação perfeita de guerra. Eu recomendo muto ver, eum excelente.

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!