Nudez Mortal – J.D. Robb (Resenha)

sexta-feira, junho 10, 2011 13 Comments A+ a-









A Tenente Eve Dallas acorda de um pesadelo. Nos últimos 10 anos em que estava na polícia, eles se tornaram corriqueiros mas aquele em especial a deixou abalada. Decidida a não pensar mais no assunto vai até o seu Auto-Chef e programa um café. Ela o bebe enquanto lê as noticias do The New York Times no monitor. A tranqüilidade não dura por muito tempo: Seu tele-link começa a piscar; seu chefe a convoca para mais uma cena de homicídio.

É assim que se inicia “Nudez Mortal” de J.D.Robb, pseudônimo utilizado por Nora Roberts para escrever a série Mortal. É um romance policial que se passa no ao de 2058 por isso termos como auto-chef e tele-link são apenas alguns inventados por Nora para dar um ar de modernidade para a história.
Nesse primeiro livro, Eve investiga o assassinato de Sharon DeBlass, neta do senador DeBlass, um político conservador e tradicional. O caso deve ser tratado com extremo sigilo pois a vitima era acompanhante licenciada (garota de programa) e foi morta ‘em serviço’, com 3 tiros: Um na cabeça, um no peito e o terceiro na (cof, cof) genitália. Imagina se um escândalo desse vazar para a imprensa? Por isso Eve Dallas não pode comentar o caso com ninguém, tampouco dar entrevistas.
Quem poderia ter matado Sharon DeBlass? Os suspeitos são vários, pois a moça tinha vários clientes. Há também Charles, seu vizinho de porta e também acompanhante licenciado. E há Roarke.

Pausa aqui. Marque bem esse nome, por que Roarke é o cara. Dono de 23% de todas as riquezas do planeta, com passado sombrio, olhos azuis e sotaque irlandês, Roarke é o que se pode chamar de cara perfeito. E ele é tuuudo isso e muito mais. Tanto que nem a durona tenente Dallas consegue resistir ao charme dele.

Imagine Hugh Jackman de olhos azuis = Roarke

Ok, vamos voltar a história. Roarke é um suspeito e, por mais que Eve se sinta atraída por ele, não vai cair nessa tão fácil. Afinal, há um homicídio a ser investigado, que ser o primeiro de vários e, por mais perfeito que Roarke seja, se ele for o culpado ela não vai hesitar em prendê-lo.
O livro é bem curtinho, tem 350 páginas, e tem o estilo Nora Roberts: Personagens marcantes, cenas hots e um mistério que, por mais interessante que seja, tem solução meio óbvia, principalmente se você já leu alguns livros da autora. Apesar de ter criado o pseudônimo para fazer algo diferente de seus romances habituais, o romance ainda está presente nesse livro embora dividindo espaço com o crime, coisa que não acontecia em seus romances anteriores (havia assassinatos e mistérios, mas o romance era sempre principal).      
           
           Quem estiver preocupado com o fato de ser um romance futurista (tem gente que não gosta) pode ficar tranqüilo. A modernidade é só um elemento do livro e, mesmo assim, a autora nem chega a ousar muito: O próprio tele-link é um pouco mais evoluído que os nossos celulares de atualmente. O livro foi escrito em 1995, ou seja, o que para ela era suuuper moderno para nós é uma evolução natural. A única coisa estranha do livro mesmo é a riqueza absurda de Roarke. Mas isso já é assunto para um outro post.

            Li esse há uns 4 ou 5 anos se não me engano. Na época não gostei muito mas é por que não sabia que haveria uma continuação e o livro deixou algumas coisas em aberto; não sobre o crime, cada livro da série tem um caso de homicidio independente. Mas o destino dos personagens do livro não foi muito claro. Só depois fui descobrir que era uma série e saquei que os personagens e seus relacionamentos tem uma evolução gradual conforme cada livro – desde então viciei em séries de livros o/

            Recomendo Nudez Mortal para quem gosta de histórias policiais, com investigação mais real, diferente daquelas brilhantes deduções de Sherlock Holmes. Em Nudez Mortal, as pistas aparecem pelo trabalho da investigação, Eve tem poucas “sacadas” geniais. Mas é interessante da mesma maneira, se você curte o gênero policial.
            Recomendo também para quem gosta e romances por que, como eu não me canso de dizer, Nora Roberts é Nora Roberts, ou seja, diva (fã-da-autora-detected). E, se você gosta de romances e nunca leu nada dela, você está perdendo tempo, por que o estilo de escrita de Nora Roberts não tem comparação e, além de tudo, é viciante. Quando você vê já está comprando o 10º livro dela.

            Enfim, é o primeiro livro da série Mortal e o primeiro a gente nunca esquece. Nota 9 – muito bom.

P.S.: Já faz um tempo, recebi uma sugestão, fazer um especial sobre Nora Roberts indicando os melhores livros para aqueles que nunca leram nada sobre a autora e não sabem por onde começar. A idéia está anotada, em breve posto algo nesse estilo.

O que acharam do livro? Leriam? Comentários são sempre bem-vindos!


"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

13 comentários

Write comentários
Mônica
AUTHOR
10 de junho de 2011 10:06 delete

Puxa, que resenha!!! adorei! emocionante, mesmo. Adoro os livros de nora Roberts, quando você começa a ler não para mais.Faz tempo que não leio nada dela, mas vou voltar.
Beijos

Reply
avatar
*Sa*
AUTHOR
10 de junho de 2011 10:36 delete

AMO essa série!!!

O primeiro livro é o melhor, mas eu adoro todos... Parei no meio do quinto por causa de estudos e não consegui voltar =(

Minha imagem do Roarke é uma mistura de Pierce Brosnan com hugh Jackman... mas mais o primeiro... não sei como... eu simplesmente deletei algumas descrições e minha mente criou o roarke charmoso igual o antigo James Bond.

Mas gostei muito das suas imagens de Roarke e Eve! Adorei a resenha!

Reply
avatar
Sarita
AUTHOR
10 de junho de 2011 11:19 delete

Nunca li nada da Nora, mas minha mãe já! O gênero deste livro não faz meu estilo, mas desde que li um post no qual você comentava esta série, fiquei interessada nestes livros. Não sei quando vou ler, mas este vai para a lista "Um dia eu leio", minha lista é real! Não dá para comprar todo livro que me interessa, então eu coloco todos numa fila, e os que me INTERESSA mais e os que me deixam ANSIOSA estão na frente. Eu adoro o modo que você resenha: "comenta sem entregar o ouro". Quando leio resenhas de desconhecidos, fico com receio de ter dúzias de spoilers , mas já conheço seu estilo, então leio sem medo. E sua resenha tem o mesmo efeito que a da Giu do Amount of Words, que efeito é este? Vocês despertam a vontade de ler o livro, mesmo não sendo o 'meu tipo de leitura'.

E quanto ao "Imagine Hugh Jackman de olhos azuis = Roarke", pode ter certeza de que ficarei imaginando... A mulher de cabelo curto não é do Lei e Ordem? Mariska alguma coisa... Ela corresponde a descrição de Eve Dallas?

Reply
avatar
10 de junho de 2011 15:22 delete

Conheco uma pessoinha que é APAIXONADA por essa série o desanimo é que ela é ENORME, tipo 16 livros publicados aqui no Brasil, 30 lá fora, acho que essa série só vai acabar quando a Nora falecer, sério, não posso bancar isso. Quem sabe quando eu ganhar na mega sena #sonhaalto
Beijos,K
Girl Spoiled

Reply
avatar
Ana
AUTHOR
10 de junho de 2011 15:26 delete

Nunca li Nora Roberts... Na verdade, nem imaginava que ela escrevia romances policiais. Os livros que ela escreve costumam ser desse gênero?
Já vi vários livros dela na biblioteca e não peguei pra ler, pois achei que o enredo fosse mais romântico e tal... rsrs
Fiquei interessada no livro, mas admito que o fato de ser futurista me deixou cismada. :X
Mas aí vc explicou bem direitinho e fiquei com vontade de ler.
Vou procurar esse qdo terminar de ler uns livros que tenho aqui.

Ah, comentei no post que vc sugeriu. Eu li o livro que vc comentou na postagem! :D

Bjs ;)

Reply
avatar
Julia G
AUTHOR
10 de junho de 2011 16:59 delete

AMO esse tipo de livro! Suspense sempre me deixa com ainda mais vontade de ler os livros ;)

Beijos

Reply
avatar
10 de junho de 2011 21:35 delete

Eu sei que tem vários livros dela, mas não sei se não em serie ou não, pois a capa sempre me parece à mesma.
E eu já tinha lido algumas resenhas desse livro antes, me chamou bastante atenção. Fiquei com vontade de descobri as coisas RS RS
Beijos

Reply
avatar
ladyreapermc
AUTHOR
11 de junho de 2011 05:36 delete

Nunca li nada da Nora Roberts, nunca me interessei pela escrita dela, mas você falou tanta coisa positiva que talvez um dia eu me arrisque a ler. Você usou a mariska como Eve! *-* meu coraçãozinho de fã da mulher fez festinha! kkkkkk
bjs
Liv
http://paponosense.blogspot.com

Reply
avatar
11 de junho de 2011 10:51 delete

Oi!

Adorei o lay!
Nunca li Nora, mas sou doida para ler. Essa série eu estou namorando há um bom tempo. Eu qro!

BjoO
Pri
Entre Fatos e Livros

Reply
avatar
Carissinha
AUTHOR
11 de junho de 2011 15:14 delete

Eu AMO esse livro. E eu amo o roarke, é claro. Tem coisa mais perfeita? Nossa!

Eu gosto da Eve, apesar dela ser complicada, e imagino que ela seja tipo a Beckett da série castle.

Só li até o segundo, porque comecei a ler a série ano passado, mas esse ano pretendo ler pelo menos mais 2.

Beijos!!

Reply
avatar
Nana
AUTHOR
11 de junho de 2011 15:28 delete

Amei sua resenha Karolita!
E sabe nunca li nada da Nora =/
Mas já assisti filmes que me deram muita vontade de ler [sim sei que os filmes são horríveis perto dos livros HAHA]

Ameiii a comparação com Hugh Jackman adoro ele!!!!!!!!!!!!
O Roarke podia ser o Gerard Butler, ele que é meio irlandês, acho que por parte de pai Haha

Amei demais a resenha!

bjs e bom domingo!
Nana - Obsession Valley

Reply
avatar
Fabiana
AUTHOR
12 de junho de 2011 14:13 delete

Hugh de Roarke???? Lindo!!!!!

Reply
avatar
Clícia Godoy
AUTHOR
12 de junho de 2011 19:28 delete

Hummm!

Já tive vontade de ler esse livro!
Qual é o primeiro da série. É esse?

Bjinhos =*
Psiu!
Silêncio Que Eu To Lendo

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!