Resenha: O coração de Giselle - Penny Jordan

segunda-feira, abril 15, 2013 3 Comments A+ a-

Ele a queria… Mas ela poderia se render? Saul Parenti exigia sempre o melhor. Por isso, contratou a competente Giselle Freeman para trabalhar com ele. Apelidada de “Rainha do Gelo”, ela possuía uma beleza fria e um porte austero. Mas, para Saul, por trás de atitudes tão rígidas havia uma mulher intensa! Traumas de infância levaram Giselle a se retrair do mundo, da vida… Agora, o destino a colocara junto ao único homem que poderia derrubar suas barreiras ao desafiá-la. A atração era inegável, e a única solução seria render-se aos apelos de seu desejo! - Sinopse retirada do Skoob
               Giselle é uma eficiente arquiteta que trabalha em uma firma mediana em Londres. Infelizmente essa firma está prestes a falir, razão para tensão de todos os funcionários. Tudo isso muda quando uma bilionário compra uma ilha particular e resolve manter a empresa em que Giselle trabalha como os responsáveis pelo projeto de um Resort no local. 
                 Mas a mocinha não esperava que conhecer Saul Parenti, o rico comprador da ilha, fosse lhe despertar emoções tão contraditórias. Por muito tempo, devido ao seu passado obscuro, ela se livrou da companhia masculina, até chegar a achar que estava imune a paixão. Porém foi só conhecer esse homem dominador e arrogante para sua opinião sobre si mesma e seus desejos mudar. 
                 Como em todos os livros da Penny Jordan, aqui temos um casal que começa se hostilizando mas que vão se conhecendo e se gostando ao longo do livro. Giselle e Saul são muito parecidos e não demora muito para perceberem que essa hostilidade toda, mascara uma grande atração. Mas será que os mocinhos conseguirão um caminho juntos apesar dos traumas que ambos compartilham? 
                Infelizmente, embora normalmente os livros dessa autora sejam razoáveis, esse livro não conseguiu chegar nem a esse minimo de satisfação esperado. Giselle é chata e não tem nada dessa frieza retratada na sinopse - pelo contrário, parece ser até mesmo instável emocionalmente. Já Saul é machista e arrogante, o que não seria um defeito se ele tivesse algo além disso. 
                 Como nenhum dos personagens principais é interessante para mim, a história perdeu completamente a graça. Para piorar, descubro que o livro não está completo: Há uma segunda parte chamada "A escolha de Giselle" que mostra mais alguns segredos que a mocinha escondeu nesse primeiro livro. Acho uma idiotice dividirem um romance de banca em duas partes e essa foi a gota d'água que me fez detestar O coração de Giselle
                 Espere, eu disse detestar? Acho que nem isso eu consigo sentir por um livro tão frustrante e chato como esse. Apesar disso, pode agradar aos fãs da autora, então recomendo ao que já gostam da maneira de escrever de Penny Jordan - desde que estejam dispostos a comprar a continuação também, caso contrário ficarão a ver navios com esse final. 

Nota 6 - não gostei

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

3 comentários

Write comentários
Julia G
AUTHOR
18 de abril de 2013 05:31 delete

UAU - nem passo perto desse livro. rsrs

Beijos

Reply
avatar
Ticia
AUTHOR
18 de abril de 2013 13:09 delete

Nossa, que pena que não lhe agradou, leio romance de banca às vezes e acho que não tentarei fazer a leitura desse livro, concordo que romance de banca não precisa ser dividido!
Beijos;
Tici - ObsessionValley.

Reply
avatar
Elisandra
AUTHOR
23 de abril de 2013 10:10 delete

Que pena que a leitura não foi boa, faz parte, vim te desejar que a próxima seja inesquecível.

P.S: Tomara que eu não cruze com esse livro...sahushuas

Beijokas elis!!!!!!
http://amagiareal.blogspot.com.br/

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!