Filme: Would You Rather (Resenha / Review)

segunda-feira, agosto 11, 2014 2 Comments A+ a-


    Até onde você iria para salvar a vida de quem ama?
    Iris, é uma jovem que deixou a vida em compasso de espera para cuidar do irmão, que está com câncer. Dia após dia ela é obrigada a ver o seu, outrora feliz irmão mais novo, definhar devido a doença que parece apenas piorar, e passa a conviver com a ideia de uma morte iminente. 
     Nesse momento desesperador, o médico de seu irmão a apresenta a um magnata poderoso que afirma ter o poder de salvar a vida de seu irmão. Mas nem tudo é tão simples: Para conseguir os recursos que esse ricaço está disposto a oferecer, Iris deve participar de um jogo que ocorre durante um jantar oferecido por esse magnata. Se ela ganhar o jogo, ganha o dinheiro (e recursos) para salvar o irmão. E se perder?
      É ai que começa o filme, nesse jantar. Se, no inicio, os jogos são razoavelmente simples (Iris é vegetariana e lhe oferecem dinheiro para comer carne), com o decorrer da noite ela percebe que o "jogo" é muito mais complicado (e sádico) do que parece. Através de muito sangue, suspense e cenas 'fortes'* podemos perceber que, mesmo a motivação mais nobre, também pode levar a atitudes horríveis e reprováveis. 
        Would You Rather é um filme de 2012 não foi lançado no Brasil, portanto, não possui título em português. Em uma tradução livre seria algo como "Você preferiria", uma referência ao tipo de jogo que é feito durante o filme - o milionário dá duas opções (Você prefere fazer x ou y?) e a pessoa tem que escolher uma delas e fazer para passar a próxima fase. Claro, todas as opções são horríveis e é interessante que, em determinado ponto do filme a gente começa a se colocar no lugar dos personagens - me vi pensando coisas do tipo "nossa, eu teria escolhido isso" ou "eu nunca conseguiria fazer nenhuma dessas coisas". 
       Embora não chegue aos pés (no quesito sangue e produção) de um 'Jogos Mortais' é um filme bem feito e divertido de assistir. A trama é boa e, mesmo sem querer, acaba gerando uma reflexão sobre a ética das pessoas e sobre a natureza humana em geral. É muito fácil dizermos que somos boas pessoas mas e quando forçadas a sermos maus, será que manteríamos esse comportamento? 
       O final é um tapa na cara daqueles que acreditam que "os fins justificam os meios", daqueles que te deixam, mesmo após poucos minutos, pensando no que aconteceu. Porém não assista esperando nada cabeça ou personagens interessantes - todos, até mesmo a mocinha não passam de um amontoado de esteriótipos. É um filme de terror/horror que busca despertar esse tipo de sentimento nos seus telespectadores e, dentro das possibilidades de um filme de baixo orçamento, se sai muito bem
Sim, é a Sasha Grey. Não, eu não percebi isso durante o filme.
        Recomendo Would you rather para quem gosta desse tipo de filme e tema (sangue, angústia, sadismo). Não chega a ser uma obra prima do gênero mas consegue se sair melhor do que muitos de seus "primos" de alto orçamento, tanto na trama quanto na execução. Nota 7- um filme razoável. 
     
* Coloquei um aspas em 'fortes' por que, na verdade, não há nada muito explicito como num 'Jogos Mortais' da vida por exemplo (até por que não há verba pra isso). Porém a sugestão da maldade é angustiante sim, e pode chocar os mais despreparados.  

||TRAILER||

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

2 comentários

Write comentários
Paty Algayer
AUTHOR
20 de agosto de 2014 08:52 delete

Oi Karol!
Embora tenha achado a premissa interessante, não consigo gostar de filmes de terror... sei lá, eles sempre parecem tão rasos! Mesmo parecendo um filme bem feito, acho que vou passar esse... :P
Bjus!
Paty Algayer - magicaliteraria.com

Reply
avatar
Lucas Gilmar
AUTHOR
23 de agosto de 2014 06:43 delete

cabuloso
já estou seguindo:)
livro-azul.blogspot.com.br

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!