Resenha: Mágica do Amor - Claire Delacroix

segunda-feira, janeiro 14, 2013 1 Comments A+ a-

Um encontro para o Amor!
África do Norte, 1085.
Embora sua alma possuísse a aura dos reis, Yusef lutava contra os instintos selvagens de seu sangue, até que o destino de uma dançarina se entrelaçou com o seu, e o fez conhecer o eterno poder do amor...
Alifa fazia o que era necessário para a sobrevivência de seus irmãos mais novos, mesmo sabendo que o tipo de vida que levava era pouco recomendável. Até a noite que se uniu para sempre a Yusef, um homem cujo toque podia significar uma temível morte... ou uma vida de mágica paixão. - Sinopse retirada do Skoob

       Esse é um livro escrito por Claire Delacroix, uma autora que gosto bastante pelo caráter fantástico de suas histórias. Em Mágica do Amor não é diferente, o mocinho é filho de um poderoso curandeiro porém não quer seguir os passos do pai e realizar curas através de espíritos, optando por prosseguir com seus estudos na cidade.
        Mas a vida tranquila de Yusef na cidade se vê ameaçada quando conhece Alifa. Em uma série de circunstâncias sobre as quais não me atentarei no momento, o mocinho acaba se responsabilizando por escoltar Alifa e os três irmãos de volta as montanhas. Yusef é então obrigado a confrontar o seu passado e a pessoa que ele é de fato, além de se ver cada vez mais envolvido com Alifa durante essa jornada.
        Duas coisa me chamaram a atenção nesse livro. A primeira é que a história se passa na Africa do Norte e tem como protagonistas dois mocinhos berberes, povo tradicional da África. Essa capa, portanto, não tem nada a ver com a real aparência do mocinho, uma vez que a pele dos berberes é mais escura. Parece uma coisa simples mas é a primeira vez que vejo uma história que ocorre fora do eixo Europa/America e achei essa diferenciação muito interessante, principalmente pois pude conhecer um pouco mais dos costumes desse povo (bem pouco, pois o livro é curto, mas foi interessante sabe-lo). 
           A segunda coisa é a profissão exercida pela mocinha do livro, Alifa. No inicio pensei que ela apenas uma dançarina de taverna mas, conforme o livro vai passando a autora nos revela que Alifa é uma prostituta. Esse é um dos primeiros conflitos entre ela e o mocinho pois Yusef, um homem que agora adota a religião muçulmana, não se deita com prostitutas e a considera indigna dele nesse primeiro momento. 
          O fato de ele descobrir que Alifa faz isso para sustentar os 3 irmãos menores arrefece um pouco a resolução dele em se manter afastado e, durante a longa viagem, os dois vão se aproximando. Mas a profissão de Alifa é sempre um ponto de empecilho na mente dos dois, já que ela também não acha que Yusef irá querer alguém que tinha uma profissão como a dela. 
           Apesar da profissão de Alifa, o livro não tem cenas detalhadas de sexo. Há apenas, vez ou outra e dentro do contexto da trama, insinuação de relação sexual entre os mocinhos além de beijos trocados entre eles. Não sei se é algo feito pela própria autora ou se é essas cenas foram cortadas pela editora do livro - romances de banca tem suas histórias cortadas afim de atenderem a quantidade de páginas estipulada para cada coleção. Mas não achei essa escolha (de pular as cenas hot) algo ruim, isso até se encaixou com a sensação de que estava lendo um conto de fadas que tive em enquanto lia esse livro. 
            Durante a leitura, tive um pressentimento de que esse livro teve um antecessor e, ao pesquisar na internet, descobri que é o segundo livro de dois, uma série chamada The Moorish Series. Como o mocinho desse livro é apenas um coadjuvante na primeira história (parece que ele é apaixonado pela heroína do primeiro livro) não tive problemas em acompanhar "Mágica do Amor", mesmo sem ter lido o primeiro volume da série. 

             Indico se estiver afim de um romance sobrenatural com ares de conto de fadas. Embora tenha seus aspectos mais realistas (a profissão da mocinha, por exemplo) é essa a imagem que tenho desse livro, me fez lembrar aquelas histórias sobre reinos distantes e princesas que precisam ser salvas. Nota 8 - é um bom livro. 

Já leu esse livro? Leria? Comente! 

"My work always tried to unite the true with the beautiful; but when I had to choose one or the other, I usually chose the beautiful." -- Hermann Weyl Miss Carbono que é o numero 6 na tabela periodica

1 comentários:

Write comentários
14 de janeiro de 2013 13:02 delete

Eu já li esse livro e gostei muito da história.
Realmente tem esse toque de conto de fadas, gosto da maneira como a autora descreve um pouco da cultura deles.
^^


Abraços
http://postitandscrapbook.blogspot.com.br/

Reply
avatar


Olá, seja bem-vindo!

Pode falar o que quiser do filme, livro ou texto - só peço que tome cuidado para não ofender os outros leitores do blog. Nada contra palavrões mas também não vamos exagerar, ok?

Obrigada!